COMO MANTER A MÚSICA GOSPEL LONGE DAS IGREJAS

Por David W. Cloud

Seguidamente tenho ouvido das pessoas que elas estão com um profundo desgosto por causa da mundana música gospel, que tem tomado conta das igrejas em que são membros. Vou dar um exemplo do que está acontecendo entre aqueles que há pouco tempo atrás não tinham nada a ver com a música gospel. A Universidade da Liberdade foi fundada por Jerry Falwell, um pregador batista independente. Ele tinha antigamente altos padrões espirituais para a música em sua igreja e universidade bem como em seu programa "Old Time Gospel Hour", mas esse não é mais o caso, e isto exemplifica o que está acontecendo em muitos "fronts". A edição de outubro de 1997 da revista "Charisma" revela que "Jerry Falwell está agora aberto ao movimento pentecostal". A reportagem menciona que a Integrity Music, que é muito influente em propagar a música gospel, está planejando gravar um álbum ao vivo na Universidade da Liberdade. O editor da revista, Stephen Strang, disse que FALWELL ADMITIU QUE "ANOS ATRÁS ELE NÃO PERMITIRIA ESTE TIPO DE MÚSICA EM SUA UNIVERSIDADE".
Strang continua: "Agora a Universidade da Liberdade não é apenas cooperadora da Integrity na gravação do álbum, ELA ESTÁ TRABALHANDO COM A GRAVADORA PARA ESTABELECER UM INSTITUTO QUE IRÁ TREINAR UMA NOVA GERAÇÃO DE LÍDERES DE ADORAÇÃO EM LYNCHBURG" (Charisma, Outubro de 1997, p. 122).
Esta igreja e universidade, que anos atrás ficou do lado da música cristã tradicional, que nasceu de um reavivamento espiritual, capitulou completamente ao canto de sereia do movimento carismático ecumênico da música gospel. Agora ela espalha essa filosofia não bíblica de música em seus alunos e nas igrejas sob sua influência.
 
POR QUE A MÚSICA GOSPEL ESTÁ TOMANDO DE ASSALTO TANTAS IGREJAS OUTRORA FORTEMENTE BÍBLICAS?
Primeiro, porque a música gospel é muito difundida. A menos que seja firmemente resistida, ela será aceita. Nenhuma igreja pode ser neutra nesta batalha. Mesmo as mais fortes igrejas que creem na Bíblia são continuamente testadas na área de música, e essa batalha se torna cada vez mais forte à medida que o retorno de Cristo se aproxima. Membros de igreja encontram música do mundo nas rádios cristãs e em emissoras de televisão. Além disso, na maioria das livrarias cristãs de hoje não se encontra a música que é verdadeiramente espiritual. Em vez disso, as prateleiras estão cheias de rock cristão e "louvor" pentecostal e todos os tipos de música com a batida ecumênica do mundo. As gravadoras que produzem essa música são em grande parte propriedade de empresas seculares que têm apenas um motivo: dinheiro/lucro. Nada verdadeiramente espiritual e aceitável para o Senhor pode sair de tal condição comprometida, mundana e antibíblica.
Segundo, esta nova música é agradável. É muito tentadora, por satisfazer muito a carne. É por isso que se pode com ela atrair grandes multidões para vir na igreja, se uma música muito rítmica é oferecida, mas muitas dessas mesmas pessoas não virão para uma reunião de oração ou para um culto de pregação que apresente música cristã tradicional. Música mundana apela para pessoas mundanas. O triste problema é que mesmo os filhos de Deus nascidos de novo tem uma velha natureza que ainda gosta de coisas carnais, e os cristãos espiritualmente crescidos são permanentemente tentados pela cobiça de sua própria carne. É muito fácil apreciar a música gospel. Apenas relaxe e permita a carne se manifestar.
Terceiro, a música gospel é a maneira mais fácil de atrair uma multidão. Uma das maneiras mais eficazes para uma igreja apelar para a atual geração é através desta música. Pastores são tentados a baixar os padrões por causa do aumento da frequência e para tornar a igreja mais popular na comunidade. Se ele não tem olhos diretamente sobre o Senhor da sua vocação, um pastor vai pensar que ele está em concorrência com outras igrejas na área. Como pode uma igreja competir com a música gospel? Fornecendo o mesmo tipo de música. Pastores por todo o país estão caindo como presas nessa tentação. É um sinal de decadência espiritual.

 
COMO MANTER A MÚSICA GOSPEL LONGE DA IGREJA
Como então uma igreja pode manter essa "nova música" do lado de fora?
 
1. A MANUTENÇÃO DOS ALTOS PADRÕES ESPIRITUAIS DA MÚSICA NA IGREJA COMEÇA PELO (S) PASTOR (ES)

Acreditamos que tudo se levanta e cai com a liderança. Isso não é suficiente para alguns dos membros da igreja ter altos padrões de música. Se a igreja como um todo é para ser protegida contra essa nova música, os pastores devem entender a música espiritual e terem fortes convicções e elevados padrões nesta área. Isso deve ser refletido em primeiro lugar em suas próprias casas e nas vidas de seus filhos. Pastores e diáconos têm uma responsabilidade maior em manter suas famílias biblicamente sadias. Deus exige isso deles (1 Timóteo 3:4-5,10-12, Tito 1:6). Aqueles que não mantêm a condição bíblica adequada em suas famílias deixam de ser qualificados para liderar as igrejas. Um diretor de escola dominical recentemente testemunhou-me que ele teve que dizer aos filhos adolescentes de diáconos e pastores, em sua própria igreja, que a música que eles trouxeram para uma atividade na igreja era inaceitável. Este tipo de coisa acabará por destruir as normas da igreja. Se a igreja em geral tem bons padrões para a música, mas os jovens nas casas dos líderes estão ouvindo música mundana, o padrão geral se destrói rapidamente. Esses jovens irão dar o tom espiritual para os outros jovens. Os pais que tentam manter padrões elevados de música para os seus filhos são prejudicados se os jovens em casas de líderes da igreja não tiverem esses padrões. Além disso, é hipocrisia um pastor se recusar a permitir a música gospel na assembleia e permiti-lo em sua própria vida particular e família. 

 
2. O(S) PASTOR (ES) DEVE(M) TREINAR OS MEMBROS DA IGREJA SOBRE MÚSICA VERDADEIRAMENTE ESPIRITUAL E ALERTÁ-LOS DOS PERIGOS DA MÚSICA MUNDANA

Isso não vem ao "natural" para o povo de Deus para rejeitar música mundana. A carne gosta dessa música, e ela está sempre presente. Os membros da igreja devem ser treinados na área de música, assim como eles devem ser treinados para entender a sã doutrina e ganhar almas para Cristo e ter um lar cristão frutífero e praticar a santidade em todas as outras áreas. Para ser eficaz, o ensino deve ser muito claro e deve ser aplicado para que as pessoas entendam exatamente quais os tipos de música que são espiritualmente corretas e as que são prejudiciais. Pastores sábios usarão todas as ferramentas disponíveis para ajudar as pessoas a entender essas questões. Eles disponibilizarão boa literatura acerca disso. Eles trarão palestrantes competentes e fiéis no ensino de música cristã. Esta não é uma questão insignificante. A música é uma das influências mais poderosas neste mundo. Observe a seguinte declaração do comentarista bíblico Albert Barnes: "Dr. Johnson disse uma vez, que se ele fosse autorizado a fazer as baladas de uma nação, ele não se importaria com quem fez as leis. É verdade em um sentido mais importante que aquele que faz os hinos de uma igreja necessita de poucos cuidados em relação a quem prega, ou com quem faz o credo. Ele vai efetivamente moldar mais os sentimentos de uma igreja do que aqueles que pregam ou fazem credos e confissões" (Barnes Notes on the New Testament, Ephesians-Colossians). O pastor que ignora esta questão faz isso em detrimento espiritual da igreja pelo qual Deus o fez responsável.

 
3.  AS PESSOAS ENVOLVIDAS COM A MÚSICA DEVEM SER CUIDADOSAMENTE SELECIONADAS

Se uma igreja quer manter a música gospel fora de seu meio, deve ser extremamente cuidadoso sobre a seleção de pessoas que estão envolvidas com a música. Isto inclui o diretor musical, os músicos da igreja, aqueles que fornecem a música, e os membros do coro. A melhor maneira de ter certeza de que todos os envolvidos com a música estão comprometidos em manter a mais alta qualidade espiritual é ter normas escritas e passar isso para todos os envolvidos. Todos devem ser treinados em uma filosofia espiritual da música e plenamente preparados para reconhecer e rejeitar a música mundana. Eles devem ser comprometidos com esta filosofia, antes de serem autorizados a estar envolvidos com o "programa" de música da igreja. Os líderes não podem simplesmente assumir que o pessoal de música entende e concorda com estas coisas. Os únicos cristãos que entendem a questão da música cristã corretamente são aqueles que foram treinados para entendê-la. Isto volta ao ponto da responsabilidade dos pastores em ensinar estas coisas. Se não houver um programa de formação contínua relacionada à música, uma igreja irá deteriorar-se rapidamente nesta área, porque as pressões para usar a música gospel são constantes. Além disso, as pessoas devem considerar a música pelo exemplo de suas próprias vidas. Se um diretor de música usa música espiritual na assembleia, mas gosta de música do mundo em seu carro e em casa, o seu exemplo terá um efeito poderoso sobre a família da igreja. Lembro-me de uma igreja que usava apenas a excelente música cristã tradicional nos cultos, mas uma das pessoas responsáveis pela música amava o jazz e outros estilos de música carnal privadamente. Os jovens, particularmente, assimilam esse tipo de padrão duplo.

 
4. OS MAIS ALTOS PADRÕES DEVEM SER MANTIDOS PELOS OBREIROS DE TODA A IGREJA

Uma das formas mais importantes e eficazes de manter elevados padrões de vida espiritual em uma congregação é ter os mais altos padrões para os professores e obreiros. Estes são os membros que mais significativamente afetam o corpo da igreja. Aquilo em que acreditam e vivem e seus objetivos é o que reflete em grande parte da igreja. Se os professores da igreja e os obreiros ouvem música do mundo, como se pode esperar que os outros membros não sigam seu exemplo? E como pode uma igreja saber o que seus professores e obreiros estão fazendo nessas áreas a menos que se tenha normas escritas e se faça com que elas sejam aplicadas? Tenho ouvido pastores dizer que não é seu negócio envolver-se no que os membros ouvem e assistem e o que eles fazem "na privacidade de suas próprias vidas". Essa filosofia é tanto antibíblica quanto irracional. É antibíblica porque a Bíblia diz que os pastores são colocados na igreja para "velar por vossas almas" (Hebreus 13:17). Os pastores também estão na igreja para o aperfeiçoamento e edificação do corpo de Cristo (Efésios 4:11-12). Como pode um pastor velar pelas almas dos membros de sua igreja a menos que ele saiba o que eles estão colocando em suas almas? Como ele pode aperfeiçoá-los e edificá-los a menos que ele saiba o que está acontecendo em suas vidas diárias? Essa filosofia, portanto, não é bíblica. É também incrivelmente irracional, porque está dizendo que o pastor não pode interferir nos assuntos das ovelhas, o que é um disparate absoluto. Um pastor que não faz de seu negócio o saber o que as ovelhas estão fazendo é um pastor medíocre.

 
5. O GRUPO DE JOVENS DEVE SER GUIADO ESPIRITUALMENTE

A maior batalha da música acontece entre os jovens. Em sua imaturidade juvenil eles responderão naturalmente para as coisas "novas". Eles também irão pressionar seus pais para enfraquecer os padrões da família nessa área. Na verdade, aqueles que promovem a música gospel o fazem em nome dos jovens. Eles afirmam que a única maneira de alcançar os jovens é com "suas próprias músicas". Isso é um absurdo, é claro, de uma perspectiva bíblica. "Porque não nos chamou Deus para a imundícia, mas para a santificação" (1 Tess. 4:7). A igreja não está no negócio de entretenimento dos jovens, mas de chamá-los para o discipulado em Cristo e separação do mundo e santidade de vida. É verdade que o que você usa para ganhá-los você recebe junto. Se uma igreja usa meios mundanos para ganhar os jovens, os ganhos serão mundanos. Se uma igreja tem um grupo de jovens organizado, deve-se ter muito cuidado com a seleção daqueles que guiam os jovens. Os jovens não precisam de mais um amigo para a diversão. Eles já tem muito disso. O que eles desesperadamente precisam e o que a igreja é requerida por Deus para dar-lhes, são piedade, pessoas espiritualmente maduras que vão amá-los e mostrar-lhes o caminho da perfeita vontade de Deus, que vai chamá-los a rejeitar a vaidade, os caminhos "legais" deste mundo iníquo, e que irão desafiá-los a serem puros, para derrubar os ídolos do mundo que estão em seus corações, para dar-se inteiramente ao serviço de Jesus Cristo enquanto ainda há tempo, se submeter ao mandamento de Cristo de ir a todo o mundo e pregar o Evangelho a toda criatura.
Eu louvo o Senhor pelas muitas igrejas que se recusam a serem infiltradas com essa mundana música gospel. Quem está nessa posição não está fazendo isso por acaso. Quando o inimigo se enfurece contra uma determinada posição, o soldado que não resiste firmemente vai certamente cair.
 
Traduzido por Edimilson de Deus Teixeira
Fonte:  Way of Life Literature

Discernimento Bíblico - www.discernimentobiblico.net