CONHECENDO A VONTADE DE DEUS

Por David Cloud

"Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus. Porque pela graça que me é dada, digo a cada um dentre vós que não pense de si mesmo além do que convém; antes, pense com moderação, conforme a medida da fé que Deus repartiu a cada um.
Porque assim como em um corpo temos muitos membros, e nem todos os membros têm a mesma operação, Assim nós, que somos muitos, somos um só corpo em Cristo, mas individualmente somos membros uns dos outros. De modo que, tendo diferentes dons, segundo a graça que nos é dada, se é profecia, seja ela segundo a medida da fé; Se é ministério, seja em ministrar; se é ensinar, haja dedicação ao ensino; Ou o que exorta, use esse dom em exortar; o que reparte, faça-o com liberalidade; o que preside, com cuidado; o que exercita misericórdia, com alegria". (Romanos 12:1-8).

Vemos em Romanos 12 que Deus tem uma grande obra em Seu mundo e Ele chamou Seu povo para participar. Existe uma perfeita vontade de Deus para cada crente. Se você é salvo, você é chamado.
Vemos que a vontade de Deus deve ser comprovada. Salvação é um dom, mas a vontade de Deus é como um prêmio a ser procurado.
Além disso, a vontade de Deus não é uma possibilidade para o future, mas uma realidade presente. Se você não faz a vontade de Deus hoje você não saberá a vontade de Deus para amanhã.
Seguindo a salvação, existem quatro passos que são enfatizados em Romanos 12 para aqueles que querem saber a vontade de Deus:

 
1. Conhecer a vontade de Deus requer fazer a vontade dEle hoje  (Romanos 12:1-2)
 
A Bíblia fala da vontade de Deus como algo que fazemos hoje, não de algo para fazermos amanhã. Se o crente se inquieta diante das circunstâncias do presente e está somente olhando para o futuro esperando por circunstâncias diferentes, pensando que irá servir a Deus quando as coisas mudarem, ele nunca irá fazer a vontade de Deus.  Devemos entregar o futuro nas mãos de Deus e usar as oportunidades do tempo presente, não importa quão difíceis sejam as dificuldades. Deus está no controle das circunstâncias de nossas vidas (Rm. 8:28; 1 Co. 7:17-24). Se queixar contra as circunstâncias é se queixar contra a vontade de Deus. Este foi o grande pecado que os Israelitas cometeram repetidamente no deserto (1 Co. 10:10).
 
Isto é verdade para novos cristãos. A vontade de Deus começa onde você aceita a circunstância na qual se encontra e faz tudo o que sabe para crescer espiritualmente para servir a Cristo. O primeiro ano depois de minha conversão, eu não sabia o que o Senhor queria que eu fizesse tanto quanto um ministério específico. Eu somente sabia que precisava aprender a Bíblia e ser fiel a igreja e começar a fazer tudo o que a Bíblia me dizia para fazer, então foi isso que eu comecei a fazer. Eu comecei operando uma prensa para me sustentar, mas isso não era minha vida. Minha vida era buscar e servir a Cristo e me preparar para a Sua vontade. Neste caminho eu fui capaz de ganhar o pleno beneficio da oportunidade e construir um bom fundamento para o tempo que viria.   

Isto é verdade para quem é solteiro. Eu tinha um amigo no seminário que perdia longo tempo preocupado em encontrar uma esposa, tanto que ele tinha dificuldades para se concentrar nos estudos. Se eu não fosse casado, eu reconheceria que isto é uma vantagem para o tempo presente, que eu tenha mais tempo para me devotar ao Senhor e eu preciso usar esse tempo e verdade para o Senhor sobre o futuro (1 Cor. 7:32-34). Deus é o autor do casamento e Ele sabe a pessoa certa no tempo certo.  
 
Isto é verdade para o casado. Independente se o cônjuge é salvo ou não, é a vontade de Deus para você permanecer casado e servi-lo nessa circunstância (1 Cor. 7:12-17).

Isto é verdade para os jovens. Ser jovem é uma vantagem e uma desvantagem. Os jovens devem se dedicar a conhecer e servir ao Senhor em sua juventude e não esperar ou deixar isso para depois. Também muitos jovens desperdiçam suas vidas se lançando na vaidade, tolamente pensando que irão levar a vida a sério quando forem mais velhos.

 
2. Conhecer a vontade de Deus requer entrega e dedicação (Romanos 12:1)

Apresentar o seu corpo como um sacrifício vivo a Deus é uma decisão da vontade. Deus não nos força a isso, e Ele não nos força a devotar nossas vidas totalmente a Ele após a salvação. Ele quer que nós façamos isso a partir de um coração disposto. Assim, escolhas difíceis que devem ser feitas por aqueles que querem conhecer a vontade de Deus. Eu devo escolher me dedicar a Cristo ao invés de perseguir e satisfazer os meus desejos egoístas. Eu devo negar a carne e buscar o Espírito. A maioria das pessoas devotam suas vidas ao dinheiro, prazer, bem-estar, conforto, segurança, prestígio e todas as coisas semelhantes a estas. O filho de Deus tem o privilégio de buscar um chamado do alto.
 
Esta decisão é motivada pelo amor a Deus. Amamos a Deus porque Ele nos amou primeiro. Não buscamos a vontade de Deus com o objetivo de sermos salvos; buscamos porque somos salvos e queremos agradar a quem nos salvou pela Sua graça através do grande preço que foi pago no Calvário.

Esta decisão é racional. É racional porque conhecer e servir a Deus é o propósito da vida (Eclesiastes 12:13). É racional porque a vida sem a vontade de Deus é vã. Este é o tema do livro de Eclesiastes. É também racional dedicar minha vida a Cristo porque a vontade de Deus traz grandes recompensas (Hebreus 11:24-27). Um missionário uma vez disse: "Um homem não é insensato ao desistir do que ele não pode manter para ganhar o que ele não pode perder".

Esta é uma decisão pessoal. Os jovens muitas vezes – se não a maioria – estão profundamente preocupados com o que outros jovens estão pensando e fazendo. Existe uma espécie de "pressão dos pares", mas se eu quero saber a vontade de Deus eu me mover para além disso e focar minha atenção em agradar a Deus somente.
 
Esta também é uma decisão diária. Me dedicando a vontade do Senhor não é algo que pode ser feito uma vez apenas; deve ser feito repetidamente. Muitas vezes uma pessoa vai ser tocada por Deus em uma igreja ou num acampamento ou numa conferência bíblica e ele ou ela vai se entregar a vontade do Senhor, mas devido as pressões da vida e das guerras espirituais esta decisão pode desaparecer se não for renovada diariamente.


3. Conhecer a vontade de Deus requer separação (Romanos 12:2)
 
No centro da questão de conhecer a vontade de Deus está o assunto da separação das coisas más deste mundo. Isto não é opcional, porque Deus é um Deus santo.

A palavra "conformeis" implica que somos fracos e podemos ser moldados. O mundo é evangelístico. Ele não se contenta em cuidar de seu próprio intento. Ele busca conformar o crente à sua filosofia e estilo de vida.
 
Separação é, portanto absolutamente necessário para se conhecer a vontade de Deus. Considere os seguintes versículos:  Efésios 5:11; Tito 2:12; Tiago 4:4; 1 João 2:15-17.
 
O mundo tem derramado nas casas e igrejas cristãs através a cultura pop rock & roll, mas o crente que quer conhecer a perfeita vontade de Deus deve rejeitá-la e buscar a santidade e justiça.

Considere 2 Timóteo 2:22, que ensina que separação não é apenas uma questão negativa.

Vemos aqui que a separação é uma questão de proteção espiritual e moral. Timóteo foi instruído a "fugir das paixões da mocidade." Essa é a imagem da vinda de algum grande perigo. Deus não quer tirar as coisas prazerosas do seu povo. Ele é o autor de toda boa dádiva (Tg 1:17). Quando Ele fez Adão e Eva, Ele os colocou no jardim mais lindo que se possa imaginar. Ele o projetou para prover a eles somente tudo o que fosse prazeroso e maravilhoso. Deus não é uma pessoa cruel que quer perseguir as pessoas com leis sem sentido. Deus é a pessoa mais compassiva da existência. Seu comando para se separar das coisas más do mundo foi criada para proteger-nos da destruição moral e espiritual. É para nos manter fora das garras cruéis do demônio.

Em 2 Timóteo 2:22 também somos lembrados de que a separação é uma questão do coração. Timóteo foi instruído a buscar a santidade "com os que invocam o Senhor com um coração puro". Se o coração está regenerado, o crente vai responder positivamente ao comando do Senhor para se separar do mal. Antes de eu ser salvo, meu cabelo era comprido como uma bandeira da rebelião e orgulho. Recusei-me a cortá-lo por amor ou por dinheiro, mas depois que fui salvo eu cortei quando fui desafiado por uma mulher idosa que dizia que o cabelo longo não era condizente com um homem jovem que alega ser um seguidor de Cristo. Eu cortei porque meu coração estava bem com Deus e eu queria fazer a Sua vontade em vez da minha, e eu não quero ofender as pessoas. É por isso que parei de fumar e parar de ouvir rock & roll e muitas outras coisas.

Também vemos em 2 Timóteo 2:22 que a separação é uma questão de substituição. Timóteo foi instruído não só para fugir de coisas pecaminosas, mas também para "seguir" as coisas divinas. Não é o suficiente para desistir da música sensual e modas mundanas e amigos que dificultam a caminhada espiritual; o filho de Deus deve adicionar amigos piedosos e música sacra e literatura edificante e atividades saudáveis e estar ocupado no serviço de Cristo.


4. Conhecer a vontade de Deus requer transformação (Romanos 12:2) 

Conhecer a vontade de  Deus exige não só dedicação e separação, mas também de transformação espiritual. Este é o caminho da vitória sobre o mundo. Pela transformação da imagem de Cristo pode transformar tão firmemente o crente que o mundo não pode moldá-lo em sua própria imagem tola e corrupta.

A transformação espiritual vem pela renovação da mente, e da renovação da mente vem através da Palavra de Deus. Devemos aprender a pensar os pensamentos de Deus e é o que transforma a vida, e isto vem através da leitura e do estudo e meditação na Palavra de Deus. Salmo 119:9 Veja, João 8:31-32, 1 Pedro 2:2.
 
Tem sido dito que uma Bíblia empoeirada indica um coração sujo, e a Bíblia irá mantê-lo no pecado ou o pecado vai mantê-lo a partir da Bíblia.
A transformação espiritual vem pelo poder do Espírito Santo. Temos que nos render a Ele, colocá-lo no assento do motorista. Isto é o que significa "ser cheio do Espírito Santo." Veja Gálatas 5:16-17, Efésios 4:30, 5:18.

Além disso, a transformação espiritual é um processo. Isso não acontece durante a noite. É preciso tempo e persistência e dedicação. Ela exige a construção de hábitos piedosos, como a leitura da Bíblia e oração privada e freqüência à igreja, e continuar nelas.


5. Conhecer a vontade de Deus requer ministério (Romanos 12:3-6)

Para conhecer a perfeita vontade de Deus não é o suficiente para entregar a Cristo e se separar do mundo e ler a Bíblia; devemos também estar ocupados servindo ao Senhor. Não é uma questão de esperar em torno de algo acontecer, é uma questão de ficar ocupado fazendo o que eu sei que eu deveria fazer em qualquer momento, e como eu faço isso, Deus me leva em Sua perfeita vontade, passo a passo, dia a dia, semana após semana, ano após ano. Ao lermos a Bíblia devemos obedecê-la, e se fizermos isso, estamos caminhando na vontade de Deus.
 
Em Romanos 12, somos lembrados de que existem dois aspectos para o ministério. Há um ministério geral (Rm 12:9-21), e um ministério específico (Romanos 12:6-8). Cada crente tem um dom particular e ministério, e nós achamos esse chamado particular ocupado na chamada geral de Deus, que envolve andar em obediência e santidade. Como o crente faz as coisas que ele sabe que Deus quer que ele faça, como obedecer aos pais uma e amar a esposa e honrar o marido e ser fiel à igreja e compartilhar o evangelho e separar as coisas más e orar, Deus o guia e revela sua chamada particular cada vez mais claramente.

Vemos em Romanos 12 que conhecer a vontade de Deus requer um pensamento sóbrio (Romanos 12:3). Isto significa que eu não devo pensar de mim favoravelmente. Trata-se de humildade. Não devemos pensar que Deus me deu mais do que Ele tem. Por exemplo, há um homem de 60 centímetros de altura, no Nepal. Ele é o menor homem do mundo. A Bíblia diz que Deus o fez, e se fosse para colocar sua fé em Cristo e buscar a vontade de Deus, ele iria achar que ele tem uma vocação específica, mas ele teria que aceitar o seu lugar. Se ele fosse aspirar ser um jogador profissional de basquete, ele seria sem dúvida extremamente frustrado e decepcionado! Existem pessoas que não podem cantar bem que querem ser cantores, e pessoas que não são bons com crianças que querem trabalhar nos ministérios para crianças e homens que não podem pregar que querem ser pregadores, e homens que não são qualificados para ser pastores que querem ser pastores. Eu tenho visto muitos homens que não se contentam em ser para o que Deus os chamou, eles querem ser outra coisa, e como resultado, causam frustração em suas próprias vidas e confusão na igreja.

Pensar sobriamente também significa que o crente não deve pensar de si mesmo tão demasiadamente "humilde". Todo crente tem um chamado especial e um lugar importante na obra do Senhor neste presente mundo. No corpo humano existem muitos membros e cada um deles é importante para o pleno funcionamento do corpo. O mesmo é verdade em relação a igreja.

Somos também lembrados em Romanos que a Igreja é essencial para se conhecer a vontade de Deus. Paulo menciona "um corpo" no verso 4. Esta é uma referência a Igreja. Ela é a coluna e firmeza da verdade e é a casa de Deus (I Timóteo 3:15). É a instituição ordenada por Deus para ensino e disciplna. É o lugar de proteção espiritual. É o centro do evangelismo para o mundo (Atos 13:1-4).  

Conhecer a vontade de Deus não é complicado. Simplesmente envolve começar onde você está e obedecer a Deus passo a passo. Veja Salmos 37:23.
 
Eu nunca encontrei uma pessoa que tenha lamentado ao encontrar a perfeita vontade de Deus, mas eu já encontrei muitos que lamentaram perder a perfeita vontade de Deus. Não seja tolo de jogar for a maravilhosa oportunidade de você entregar sua vida a Deus e buscar Sua perfeita vontade.

Fazer as mais importantes decisões, como casamento e trabalho e educação, aparte da perfeita vontade de Deus é extremamente perigoso.

Traduzido por Edimilson de Deus Teixeira
Fonte: Way of Life

Discernimento Bíblico - www.discernimentobiblico.net