NADA FALTA 

"...ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve". Isaías 1:18.

Por John T. Grape:

Nossa igreja estava passando por uma reforma e o orgão tinha sido colocado sob os meus cuidados.
Desse modo tive a oportunidade de me deleitar ao tocar alguns de nossos hinos da escola dominical.
Eu determinei dar uma forma tangível a um tema que algum tempo corria em minha mente, para escrever, se possível, em resposta a um trecho que completasse a bela música de William Bradbury, "Jesus Paid It All". Fiz disto um assunto de minhas orações e estudos e dei ao público a música que se conhece até hoje.
O resultado final na execução, a meu ver, foi muito pobre, mas minha querida esposa afirmou que era um bom trecho e que corresponderia as expectativas. O tempo provou que ela estava correta. Em seguida, o reverendo George W. Schreck me chamou para selecionar alguma música nova que tivesse para oferecer.
Ouvindo este trecho da música ele expressou grande satisfação e disse que a senhora Elvina M. Hall havia escrito algumas palavras que se encaixariam perfeitamente com a música.
Eu dei a ele uma cópia e logo foi executado em várias igrejas de Baltimore [Maryland-EUA] sendo bem recebido. Atendendo a sugestão de amigos enviei uma cópia para Theodore Perkins que o publicou em seu hinário "Sab­bath Car­ols".
Sob a providência de Deus tem sido assim desde então. Eu creio que este hino tem feito algum bem as pessoas para a glória de Deus.
 
Eis uma história sobre esta composição:
Na noite de ano novo de 1886, alguns missionários estavam pelas ruas tentando levar os transeuntes para o prédio de sua missão, onde haveria um culto mais tarde. A música cantada era "Nada Falta" e após a sua execução um cavalheiro deu algumas palavras e saiu rapidamente. Ele ouviu em seguida as passadas de alguém que o seguia e ao olhar para trás viu que era uma jovem mulher que o alcançou fazendo a seguinte pergunta:
"Eu ouvi você pregar na missão agora mesmo e você acha que o Senhor Jesus pode salvar uma pecadora como eu?"
Aquele cavalheiro respondeu que não havia dúvidas sobre isto, se ela quisesse ser salva. 
Ela disse que era uma criada e que havia deixado o lugar onde vivia depois de brigar com sua patroa.
Como ela estava vagando pelas ruas na escuridão, buscando um lugar para passar a noite, ela ouviu a doce melodia deste hino que a atraiu para o prédio da missão e se aproximando, começou a ouvir a pregação atentamente.
Como diferentes versos estavam sendo cantados, ela sentiu que aquelas palavras seguramente tinham algo a ver com ela.
Ao longo do culto ela ouviu aquilo que satisfez a sua alma oprimida naquele momento
O Espírito de Deus mostrou a ela que era uma pobre, pecadora e miserável criatura e a levou a se perguntar o que deveria fazer.
Ao ouvir isto, o cavalheiro a levou de volta ao prédio da missão e a deixou aos cuidados das senhoras que cooperavam na obra.
Aquela jovem e iracunda mulher foi trazida a Cristo naquela noite.
Ela ficou sob os cuidados da família de um ministro. Algum tempo depois ela adoeceu e precisou ser levada a um hospital. Seu estado piorou rapidamente e ficou evidente que ela não viveria por muito mais tempo neste mundo. Aquele cavalheiro que na noite de ano novo tinha falado com ela foi então vê-la. Depois de citar algumas passagens das Escrituras adequadas para aquele derradeiro momento, ele cantou o hino favorito dela: "Nada Falta"... ela parecia estar naquele instante tomada pelo pensamento de ir para a glória de Deus... duas horas mais tarde ela deixou este mundo. 
 
Elvina Mable Hall
(Elvina Myers)
1822-1889
Nasceu em : 4 de junho de 1822 em Al­ex­an­dria, Vir­gín­ia.
Faleceu em: 18 de julho de 1889 em Ocean Grove, New Jer­sey.

Filha do capitão Da­vid Rey­nolds, Elvina se casou com Ri­chard Hall de West­more­land Coun­ty, Virgínia e depois de seu falecimento, com Thom­as Mey­ers, um ministro metodista de Bal­ti­more, Ma­ry­land. Ela fez parte da igreja metodista de Baltimore por quatro décadas.
 
Nada Falta
De Jesus a doce voz
Ouvi eu, pecador;
Aceitei, de coração,
Jesus, meu Salvador.
 
Meu pecado, sim,
Expiou na cruz
E por graças sem igual
Salvou-me meu Jesus.
 
Retidão em mim não há;
Por graça salvo sou.
Devo tudo a meu Senhor,
Pois já me resgatou.
 
Por Jesus eu tenho paz,
E gozo o seu favor;
Nada aqui me faltará,
Com Cristo, meu Senhor

Traduzido por Edimilson de Deus Teixeira
Fonte: The Cyber Himnal

Discernimento Bíblico - www.discernimentobiblico.net