O MANÁ VERDADEIRO

Por Calvin Gardner

Leitura: João 6.27-63
Texto: João 6.35
 
Jesus enfrentava escárnio dos religiosos, incredulidade dos seus familiares, traição e negação entre os seus discípulos. Jesus também enfrentou o egoísmo do povo em aclamar Ele como Rei para que pudessem ser beneficiados. Pela graça de Deus por alguns poucos Jesus foi crido que é o Messias, O Filho de Deus.
Jesus era paciente para com a multidão que O buscava, como Ele disse: "não pelos sinais que vistes, mas porque comestes do pão e vos saciastes" (v. 26). É bom saber que Jesus é paciente, se não fosse, quem não seria consumido pela sua ira?
Este povo não era muito diferente daqueles hoje que buscam Jesus para ter fama, riquezas, poderes, e outros atrativos para saciar os seus desejos carnais. Estes no contexto buscavam Jesus para ter as barrigas cheias outra vez.
Com a costumeira paciência Jesus ensinou estes que O buscavam por interesse que não devem se esforçar "pela comida que perece, mas pela comida que permanece para a vida eterna" (v. 27). Ele ensina que o necessário é o espiritual e não o físico ou literal. Ele especifica que essa vida eterna é dada por Deus a todos que se arrependem dos pecados e crêem em Jesus Cristo pela fé. Deus, o Pai, manifestou pelos sinais, milagres e prodígios que a vida eterna é por Seu Filho Jesus Cristo (v. 26; At. 2.22; Hb. 1.1; 2.3-4).
Você tem essa vida espiritual por Jesus Cristo? Você tem essa vida eterna? Está buscando aquela que perece? Aquela que é temporária? Aquela que satisfaz a barriga somente?

As Obras de Deus são Espirituais – v. 28-29. "crer em Cristo" é obra de Deus! A regeneração é do Espírito (Jo. 3.5-8). A criação nova é por estar em Cristo (II Co. 5.17). A vitória sobre o pecado é por andar no Espírito (Gl. 5.16). O que recebemos por estarmos em Cristo é a vida eterna (Jo. 3.16). A vitória é a nossa fé, que por sua vez, vem de Deus (I Jo. 5.4; Gl. 5.22). Verdadeiramente, as obras de Deus são espirituais.

O Homem Busca o Físico – v. 30-31. O natural busca somente os prazeres desta vida, desta carne, desta soberba (I Jo. 2.16). Ele busca apenas o que pode entender, ou raciocinar (I Co. 2.14; Jo. 15.18), ou seja, o natural, o lógico.

O Verdadeiro Pão do Céu é Jesus – v. 32-35
Jesus é o Pão da Vida. Qual vida? Aquela de Deus, a vida espiritual; aquela vida eterna. Essa vida espiritual é unicamente pela fé em Cristo.
Nicodemos foi ensinado que o espiritual é pela fé em Jesus (Jo. 3.3-8). Pela ignorância Nicodemos achava que o nascimento físico traria o espiritual. Jesus explicou que não era necessário o nascimento físico, mas a fé em Cristo que a Palavra de Deus pelo Espírito Santo manifesta. Este nascimento espiritual levará a vida eterna. O natural não produz o espiritual. O espírito traz a benção espiritual!
Também Jesus lhe ensinou que a vida eterna é pela fé nEle e para ensinar isso, usou a serpente de metal na haste. Nisso Ele afirma que o literal apontava ao espiritual, ou seja, ao Salvador Jesus Cristo levantado na cruz para que todo aquele que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna (vs. 14-17). Seria ignorância entender que a serpente era Cristo, ou que o literal trouxesse o espiritual. A vida eterna está em Cristo qual foi levantado na cruz.
A Mulher Samaritana foi ensinada que o espiritual é pela fé em Jesus (Jo. 4.10-14, 24-26). Usando a água literal para ensinar o espiritual Jesus ensinava que a água que Ele dá satisfaz o coração, ou seja, é espiritual, é vida eterna (v. 13-14). Seria ignorância entender que a água do poço era Cristo. Não a água, mas fé em Cristo é a vida eterna.

O Ensino Real de Jesus – v. 36-65. No texto Jesus ensina que Ele é o pão da vida e que "aquele que vem a Mim não terá fome, e quem crê em Mim nunca terá sede"; o vir a Ele é de crer nEle (Jo. 6.35). Usando o caso do maná literal Ele ensina que a vida espiritual é pela fé nEle. Aquele que vem a Jesus, ou seja, que tem fé na obra dEle para com os pecados, esse tem a vida eterna ("de maneira nenhuma o lançarei fora", v.37). Seria ignorância entender que o pão, ou o maná literal, era Cristo.
Aqueles que comiam o maná literal morreram no deserto (v. 49). Aqueles que comem, ou seja, que venham a Cristo pela fé, não morrem pois têm a vida eterna. Cristo é o pão da vida (v. 48, 50-51), ou seja, Aquele por quem Deus dá a vida espiritual. Seria ignorância entender que seria necessário comer a carne literal de Cristo (compara v. 35 com 54-57).
Como pessoas que não têm o espírito de Deus, que não podem entender as coisas espirituais (I Co. 2.14), os judeus não entenderam o que Jesus ensinava espiritualmente (v. 52).
Jesus outra vez detalha simplesmente que o comer da sua carne e o beber do seu sangue é de ter a vida verdadeira, ou seja, a vida eterna, a espiritual (v. 53-58). O comer é de vir a Ele e o beber é de crer nEle como Ele tinha lhes ensinado (v. 35, 47). Por eles serem ignorantes das coisas espirituais, entenderam literalmente somente. Por isso continua até hoje o ensino falso que diz é necessário comer da carne literal e beber do sangue real de Cristo para ter vida eterna. É ignorância entender que o comer a carne literal ou o beber o sangue literal daria o espiritual, ou seja, a vida eterna. A vida eterna é por Jesus e o entrar em Jesus é pela obra de Deus, ou seja, pela fé. Também é ignorância entender que é necessário fazer outras obras para manter a salvação (Gl. 3.3; 5.4).

Qualquer doutrina que ensina a necessidade do literal, visível, etc. para obter, ajudar, completar, ou manter o espiritual é "outro evangelho". Portanto é ANATEMA! (Gl. 1.6-9).
Os discípulos sentiram que Jesus poderia ter explicado melhor e menos literal. Jesus abertamente então resume: "O espírito é o que vivifica, a carne para nada aproveita; as palavras que eu vos disse são espírito e vida" (v. 63). Isto Ele disse em v. 35. Você já comeu e bebeu de Cristo pela fé?
Jesus também ensinou que ninguém pode vir a Ele pela fé (comer dEle) e ninguém pode crer nEle (beber do seu sangue) se Deus não lhe conceder a fé (v. 44-45, 65). Já correu a Ele pedindo a Sua misericórdia para ti dar fé? Já conhece a obra de Deus no seu coração?
Já sentiu a fome e sede de justiça? Então você é propicio para come e beber dEle! O vir a Ele é por crer nEle. Venha a Cristo! Somente assim será farto (Mt. 5.6). Não terá mais vazio das coisas espirituais nunca. Terá a graça e glória de Deus eternamente (Jo. 6.35). Venha já a Cristo! Creia já em Cristo!

A promessa é: "Que todo aquele que vê o Filho, e crê nele, tenha a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia" Jo. 6.40.
PORÉM:
Há responsabilidades na vida cristã que são literais: leitura da Palavra de Deus, ajuntar com os santos da forma neotestamentária, ser exemplos de modéstia na vestimenta, ter moderação no comer, no gastar, servir com as posses que Deus lhe deu, praticar hospitalidade, mostrar amor uns aos outros, fazer as coisas decentemente e com ordem, etc. Essas virtudes visíveis não completam, auxiliam, mantenham ou de outra forma ajudaram a obter um relacionamento espiritual com Deus nem garantir que a salvação continua. De outra forma a graça já não é mais graça (Rm. 11.6). Todavia, essas virtudes visíveis são úteis em evidenciar a salvação que temos, tanto a nós mesmos quanto aos outros. Portanto são importantes na vida do cristão.
Não cremos que o literal e visível trazem o espiritual, mas cremos que o espiritual estimula o literal e visível.

Tg 2.18, "Mas dirá alguém: Tu tens a fé, e eu tenho as obras; mostra-me a tua fé sem as tuas obras, e eu te mostrarei a minha fé pelas minhas obras"
Como vai a sua vida cristã?

Estudo gentilmente cedido pelo missionário Calvin Gardner

Discernimento Bíblico - www.discernimentobiblico.net