OS MALIGNOS FRUTOS DA SALVAÇÃO PELO SENHORIO

UMA DETALHADA CRÍTICA AO SERMÃO DO PASTOR BENNY BECKUM: "VOCÊ É REALMENTE SALVO?"

ESCRITO POR JOHN MARK CHARLTON

cheryljm@brktel.on.ca

Esta obra é uma análise de três sermões pregados pelo pastor Benny Beckum durante o acampamento de junho de 2003

Reimpresso sem revisão em agosto de 2004

Editado parcialmente pelo pastor D.A. Waite, Th.D., Ph.D.

CONCLUSÃO

É estranho e desconcertante que, embora todas essas pessoas tenham sido supostamente salvas como resultado de um ou mais desses três sermões, nem mesmo uma vez, durante o curso desses cultos, o evangelho foi apresentado usando as Sagradas Escrituras. Você diz: "Bem, todas essas pessoas conheciam o evangelho porque estão na igreja há muitos anos". Isso é um absurdo. Pense nas implicações de tal afirmação: pessoas que sempre afirmaram ter nascido de novo e estarem em posições de liderança espiritual em uma igreja fundamentalmente sólida e que acredita na Bíblia há anos ou décadas, nunca perceberam que nunca foram verdadeiramente salvas até que ouviram a série "especial" de sermões do pastor Beckum "Você é Realmente Salvo"! ! A Bíblia diz que “aprouve a Deus salvar os crentes pela loucura da pregação” (I Coríntios 1:21). Pregando o que? "Cristo crucificado" (I Coríntios 1:23), que não é outro senão o Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo. "Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração". (Hebreus 4:12); não um homem plantando sementes de dúvida nas mentes das pessoas através de vários meios não-bíblicos (que eu irei revisar no próximo parágrafo). O pastor Beckum usou seu carisma, contou histórias infundadas e enganosas, apresentou estatísticas falsas, torceu as Escrituras e apresentou depoimentos emocionantes convencendo seus ouvintes de que eles nunca foram verdadeiramente salvos na primeira vez que creram em Cristo. Ele foi anunciado como este gigante espiritual por meio do qual o Espírito Santo expôs a Palavra de Deus de tal forma que os cristãos "finalmente perceberam" (depois de anos e décadas de fiel assistência e trabalho em sua igreja batista independente e fundamentalista) que eles estavam enganando-se todo esse tempo, e eles nunca foram verdadeiramente salvos. Tais resultados são sempre inspiradores e fazem o pregador sentir como se ele tivesse a "mão de Deus sobre a sua pregação". Isto marca sua consciência e justifica em sua mente que o que ele está pregando é endossado por Deus. Na realidade, quando você volta e examina os sermões que ele pregou que trouxeram tais resultados, há erro flagrante sendo ensinado, disfarçado com pedaços de verdade da Palavra de Deus.

Minar a confiança de um cristão em sua salvação é a forma mais segura que um pregador poderia escolher para propagar uma falsa doutrina, porque é extremamente sutil e difícil de detectar. O principal método que o pastor Beckum usa para suscitar dúvidas em seus ouvintes é focar no pecado da vida do indivíduo e convencê-lo, através dos métodos mencionados acima, que suas lutas com esses pecados são um resultado direto de nunca ser verdadeiramente salvo (embora ele pensasse que ele era antes de ouvir as pregações do pastor Beckum). TODO cristão luta com o pecado em algum grau, então o pregador está quase garantido como "resultados", especialmente se ele tem a mesma audiência em reuniões consecutivas.

Um pregador sempre parece e se sente bem quando as pessoas se apresentam durante o convite e são salvas. Isso sempre cria excitação e um burburinho emocional. Todos concordam em sua mente que "Deus deve estar abençoando a mensagem porque as pessoas estão sendo salvas". Há sempre alguma controvérsia dentro da igreja no que diz respeito às esposas de pastores, diáconos, professores e outros líderes das igrejas sendo supostamente salvos "pela primeira vez"” depois de anos ou décadas afirmando serem salvos. ENTRETANTO, depois que o choque inicial desaparece, essas queridas pessoas são usadas como ferramentas extremamente poderosas de persuasão ao serem comparadas (dando seus testemunhos) diante de seus ouvintes, incitando emoções intensas em todos. Essas emoções são exploradas através do uso errôneo da Palavra de Deus e dos vários outros métodos que já mencionei. Aqueles que apoiam o erro (alguns não percebendo que é um erro) descartam as questões/ preocupações em sua mente, apontando para a excitação espiritual e fervor nos "novos convertidos". Aqueles que reconhecem o erro e tentam alertar os outros sobre isso são rotulados como causadores de problemas e acusados ​​de causar discórdia.

Se depois de ler este artigo inteiro, você ainda puder honestamente permanecer diante de Deus e negar o fato de que houve erro propagado nestes três sermões no acampamento, eu sugiro fortemente que você vá a Deus em oração e peça a Ele para capacitá-lo a ter um coração e mente objetivos antes de relê-lo. Se você se sentir ressentido por eu ter escrito este artigo, eu diria, com confiança, que seu discernimento e julgamento espiritual estão provavelmente obscurecidos. Meu artigo é perfeito em sua análise da pregação do pastor Beckum e na "divisão correta" da Palavra de Deus? Absolutamente não, mas baseado na comparação das palavras do pastor Beckum com as Escrituras, eu acredito que é um fato inegável que ele ensinou o erro naquelas reuniões da noite e que a "consequência" do erro infectou nossa própria igreja, criando um sentido distorcido e não bíblico do que a verdadeira salvação bíblica realmente envolve.

ÍNDICE

Prefácio e Introdução Antecedentes Minha Conduta Pessoal desde os Acampamentos Minha Resposta aos Argumentos Não Bíblicos Pastor Benny Beckum: Você é Realmente Salvo? Parte I Pastor Benny Beckum: Você é Realmente Salvo? Parte II
Pastor Benny Beckum: Você é Realmente Salvo? Parte III Conclusão O que Deus Espera que a Igreja Faça Agora? Considerações Finais

Uma Refutação a Esta Obra

Minha Resposta à Refutação


Discernimento Bíblico - www.discernimentobiblico.net