OS MALIGNOS FRUTOS DA SALVAÇÃO PELO SENHORIO

UMA DETALHADA CRÍTICA AO SERMÃO DO PASTOR BENNY BECKUM: "VOCÊ É REALMENTE SALVO?"

ESCRITO POR JOHN MARK CHARLTON

cheryljm@brktel.on.ca

Esta obra é uma análise de três sermões pregados pelo pastor Benny Beckum durante o acampamento de junho de 2003

Reimpresso sem revisão em agosto de 2004

Editado parcialmente pelo pastor D.A. Waite, Th.D., Ph.D.


VOCÊ É REALMENTE SALVO? PARTE 2

E então esta noite, um deles poderia dar seu testemunho de como a graça de Deus se tornou real. Uma era filha de um pregador; outro era filho de um pregador. Os outros foram criados em um lar cristão, mas não tinham nascido de novo pela graça de Deus. Eu sinto em meu coração que há muito mais pessoas no auditório que estão assim. Se eu fosse um homem que fizesse apostas, eu apostaria nisso.

Ele começa lembrando aos presentes que já houve alguns que foram "re-salvos", "uma era filha de um pregador, outro era filho de um pregador". Esses dois convertidos servem bem para a agenda do pastor Beckum, porque eles estão intimamente relacionados com um pregador, e eles alegadamente não eram verdadeiramente salvos antes de responder à sua pregação. Onde isso coloca o estado espiritual dos membros regulares da igreja presentes (aqueles que não estão pessoalmente relacionados a um homem espiritual como um pastor)? Isso estimula a dúvida na mente do cristão porque só pareceria lógico supor que haveria mais do que apenas "a filha de um pregador" e "o filho de um pregador" presentes, que não são verdadeiramente salvos. Ele pede que um deles dê seu testemunho mais tarde, à noite e, em seguida, ele usa um clichê pentecostal ao dizer que não tem controle do que fala. Ele diz: "Eu sinto em meu coração que há muito mais no auditório que estão assim [pessoas não salvas, fingindo ser cristãs]. Se eu fosse um homem de apostas, eu apostaria nisso". (Suponho que ele deve ter tido exatamente esse mesmo sentimento quando mais da metade da congregação na igreja de Woodstock foi salva enquanto ele estava pregando uma série de sermões lá). Esta declaração faz com que aqueles que duvidam de sua salvação se angustiem, porque, naturalmente, sentem como se ele estivesse falando especificamente sobre eles, e eles assumem que deve ser por intervenção divina que o pastor Beckum prega dessa maneira. Como eu já disse, ele sabe exatamente o que está fazendo e esta não é a primeira vez que ele teve sucesso com essas táticas.

"Eu não sei no que vocês estão pensando hoje à noite. Mas eu sei novamente que Deus colocou isso em meu coração para trazer a vocês e Deus não desperdiça palavras. Ele não envia mensagens onde não é necessário".

Para melhor autenticar sua mensagem não bíblica, ele afirma que "eu sei novamente que Deus colocou isso em meu coração para trazer a vocês" [esta mensagem em 'Você é realmente Salvo?'] "e Deus não desperdiça palavras". De pronto será óbvio no final deste sermão que Deus não colocou essa mensagem  no coração do pastor Beckum porque ela é completamente anti-bíblica. Creio que teria sido sábio, da parte do pastor Beckum, exercer prudência, antes de envolver imprudentemente Deus em uma mensagem que não coincide com a Sua Santa Palavra.


"Então vamos ficar de pé e ler um versículo. Vamos tentar abordar todos os cinco capítulos esta noite, mas não versículo por versículo. Então não entre em pânico, não caia no chão. Amém. E, por favor, não desvie o olhar esta noite. Amém. João 1:6, vamos ler o versículo e então  teremos oração e então podem sentar. 'Se dissermos que temos comunhão com ele, e  andarmos em trevas, (isto é claro, ouça) mentimos, e não praticamos a  verdade'. Isso é bem claro, não é?"

Vou abordar o uso incorreto que o pastor Beckum faz de I João 1: 6 nos próximos parágrafos.

Vamos orar. Pai, te agradeço novamente por esta oportunidade, privilégio e honra que é para mim ser capaz de abrir a Tua Palavra. Senhor, eu sei que não sou digno. Senhor, estou feliz que você me chamou para pregar. Senhor, tenho a obrigação de trazer sua mensagem mais uma vez. Percebendo que há pessoas que vão estar me ouvindo. Senhor, estas pessoas são o povo da sua igreja. Estão no rol de membros da igreja, foram batizadas, possivelmente vivendo tão bem quanto conseguem. Possivelmente lendo suas Bíblias, e de vez em quando talvez orando. Possivelmente vão à igreja regularmente. Mas, Pai, eu oro para que o Espírito Santo comece aqui a andar pelos bancos, em cada corredor Senhor, mas eu oro para que você ande e ponha um espelho na frente do povo. Deus os ajude a ver sua verdadeira condição nesta noite, enquanto eu os guio e com o Espírito Santo nos leva através da Palavra, o livro de I João. Deus, salva almas neste tabernáculo esta noite.

Na parte sublinhada acima, ele está descrevendo membros não salvos que estão frequentando uma igreja "religiosa", onde não há nada além de bajulação, elogios, bem-estar, pregação não bíblica. Uma igreja que é essencialmente um "Clube Social" que ensina que se as pessoas vivem tão bem quanto conseguem elas ganharão o céu. Uma igreja onde elas não seriam lembradas de que estão pecando e quebrando sua comunhão com Deus, por exemplo, não lendo consistentemente sua Bíblia e orando. O pastor Beckum é grosseiramente impreciso quando ele deduz que este tipo de membro não salvo faz parte de uma igreja doutrinariamente sólida, independente e fundamentalista que prega todo o conselho de Deus. Tal indivíduo não salvo não seria atraído para se juntar a um "clube" tão exclusivo, rigoroso e maçante, a menos que tivesse motivos egoístas e ocultos, que eu já discuti detalhadamente. No entanto, sua descrição descreveria com precisão um cristão desviado que está frequentando uma igreja doutrinariamente sólida, independente e fundamentalista. Portanto, porque ele deduz que sua oração está descrevendo um membro da igreja não salvo, aqueles cristãos que estão presentes, que estão lutando com certos pecados(s) (e todos, se ele fosse honesto), começam a duvidar da sua salvação. É difícil identificar o erro em uma declaração tão sutil e eficaz usada para minar a salvação de um cristão.

Deus, se há uma alma aqui esta noite que está longe de você que ela possa nascer de novo, ela ficou fria e se afastou de ti Senhor. Senhor, eu oro que traga essa pessoa de volta. Coloque-a sob convicção no início da mensagem; em nome de Jesus, Amém.

Em uma tentativa de satisfazer a qualquer possibilidade de crítica, com duas frases, ele faz a sua única referência aos cristãos em luta em todo o sermão ...... e não a todos os cristãos que lutam com o pecado, pelo menos a até certo ponto. Uma razão pelo qual o método do pastor Beckum é tão produtivo é porque sua mensagem sutil implica que se alguém não está tendo vitória em todas as áreas da sua vida cristã (como o pastor Beckum diz), então essa pessoa não pode ser verdadeiramente salva. Claro que este método produz resultados porque todo cristão que já viveu lutou com pecados e continuará a fazê-lo até chegar ao céu.  

Podem sentar, e deixe-me dizer isso novamente, eu quero dizer isso de todo o meu coração. Eu estava em Liberty, Carolina do Sul, alguns meses atrás, e comecei a trazer a mensagem de Deus para aquela congregação que era quase do tamanho dessa, e vi pessoas começando a andar pelo corredor, logo no início da mensagem. Antes mesmo de estar no meio da mensagem, eu estava tendo que passar por cima das pessoas no altar. Eu caminhei muito naquela igreja, e eu estava literalmente tendo que pisar sobre as pessoas. Havia cerca de quarenta pessoas junto do altar, naquela igreja, naquela noite. O Espírito Santo fez algo naquela noite. E deixe-me exortar você a fazer isso.

Ele não diz se essas pessoas no altar estavam sendo salvas ou estavam lidando com o pecado em suas vidas, mas considerando o contexto, está implícito que todas as quarenta pessoas são membros da igreja que estavam fingindo seu cristianismo e nunca foram verdadeiramente salvos.
Eu tenho POUCA fé nas histórias que o pastor Beckum diz; no entanto, se esta história é verdadeira, espanta-me como somente o pastor Beckum tem essa habilidade especial para entrar em igrejas bem estabelecidas, doutrinariamente sadias, fundamentalistas, e "ajudar" muitos de seus membros a ver que eles nunca foram verdadeiramente salvos. Será que isso realmente leva um homem como o pastor Beckum a fazer com que as pessoas percebam que não são verdadeiramente salvas? Não é a Palavra de Deus, através do poder do Espírito Santo que convence os corações de seu estado perdido diante do Deus Todo-Poderoso? Por que o ensino do pastor Beckum sobre a Palavra de Deus, no que diz respeito a conversões irreais, é diferente dos respectivos pastores da nossa igreja e de outros pregadores convidados que as igrejas têm ouvido? Não deve ser diferente, porque eles estão pregando do mesmo Livro, mas o fato é (como a história provou), que alguém pode poderosa e efetivamente mudar a mensagem da Palavra de Deus para servir a sua própria agenda. Sempre que um homem chega a uma igreja e os resultados "esmagadores" acontecem, é sempre sábio examinar seu ensino para garantir que ele coincide com a Palavra de Deus, especialmente quando os mesmos tipos de resultados abundam consistentemente em outros lugares sob seu ensino (falsos cristãos sendo "re-salvos" ).

A filha do pregador, ontem à noite, eu a observava enquanto pregava, e ela estava tão infeliz. E isso fez meu coração ficar tão pesado pregando e tentando vê-la também. E eu estava pensando, oh Deus, dê-lhe paz, dê-lhe paz! Bastou ela curvar sua cabeça bem ali naquele banco e clamar para que ela tivesse alguma paz durante a mensagem. Eu aprendi que se o Espírito Santo falar com você esta noite você não vai me incomodar nenhum pouco se você acabou de vir aqui e pediu a Deus para salvá-lo ou pediu a Deus para fazer qualquer coisa que seja necessário, ou apenas curvar a cabeça no banco. Amém. Você não vai me incomodar nenhum pouco. De fato, se você vier aqui e eu souber que você é salvo, eu posso ter um ajuste com o Espírito Santo. Amém. Que tal?

Eu não sei se a menina era salva ou não, mas apenas porque uma pessoa parece infeliz ou parece que não tem paz não significa que não é salva. Um cristão desviado é uma pessoa muito "infeliz". Ele tem "paz com Deus" (Romanos 5:1), mas não "a paz de Deus" (Filipenses 4:7) porque a sua comunhão com Deus foi quebrada pela confusão do pecado. Antes de começar a explicar o mau uso que o pastor Beckum faz desses versículos em I João, é importante entender o propósito da epístola. Ela foi escrita para os cristãos e há um propósito quíntuplo expresso na epístola:
1) "que também tenhais comunhão conosco [outros crentes]; e ... com o Pai, e com seu Filho Jesus Cristo". I João 1:3.
2) "para que o vosso gozo se cumpra". I João 1:4
3) "para que não pequeis". I João 2:1
4) "para que saibais que tendes a vida eterna". I João 5:13.
5) "para que creiais no nome do Filho de Deus". I João 5:13
Não era o propósito da epístola fazer com que as pessoas se examinassem para saber se estavam salvas ou não; na verdade, o oposto é a verdade. Deus usa João para reforçar a posição do crente em Cristo e para encorajar e guiar o cristão em uma caminhada mais íntima com Ele.
A epístola foi escrita para a igreja em Éfeso, onde os cristãos se tornaram uma "linha de montagem", programados pelo "computador do compromisso". Os crentes de Éfeso se tornaram "cristãos maleáveis"; havia uma fácil familiaridade com o cristianismo em Éfeso. Muitos dos cristãos a quem João estava escrevendo eram filhos e netos da primeira geração de cristãos que Paulo havia levado ao Senhor, quando começou a Igreja. O brilho novo e resplandecente da fé cristã havia se manchado. A novidade tinha desaparecido e Jesus Cristo repreende-os em Apocalipse 2:4, afirmando: "Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor". Foi como Jesus havia muito tempo advertido: "... por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará" (Mateus 24:12). A devoção e dedicação dos efésios a Cristo estava em um nível baixo. Deus usou João (entre outras admoestações) para expor a hipocrisia que estava se tornando cada vez mais prevalente entre eles. É importante entender que a hipocrisia não é um pecado exclusivo dos não salvos, de fato, a hipocrisia em sua forma mais pura é cometida por cristãos nascidos de novo.

Tudo certo. Olhe no versículo 6 novamente. Esta é uma mensagem muito forte. Este é um Livro muito forte. Vou tentar fazê-lo tão simples quanto possível hoje à noite, e tão fácil quanto possível, mas não há maneira de tornar isso fácil. Então vamos olhar no versículo 6 novamente, se dissermos que temos comunhão com Deus, e andarmos em trevas, mentimos e não dizemos a verdade. A Bíblia é muito clara aqui, temos muitas pessoas, sentadas aqui esta noite, que podem estar dizendo: pregador, eu sei que nasci de novo, mas quando olhamos para a sua vida e começamos a examinar sua vida, e você começa a examinar sua vida, sob a luz da Palavra de Deus e você começa a dizer: irmão Beckum, eu sei que sou salvo, mas estou fazendo isso e estou fazendo aquilo, bem, você também pode olhar para o versículo 6. A Bíblia diz que se você andar em comunhão com Ele, e seu agir não corresponder com o que você fala, então há algo de errado em seu coração. A Bíblia diz que eles mentem e não dizem a verdade. Há muitas pessoas sentadas em nossas igrejas hoje à noite nesse estado.

Para sua comodidade e referência, eis 1 João 1:6-10:
Se dissermos que temos comunhão com ele, e andarmos em trevas, mentimos, e não praticamos a verdade.
Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado.
Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós.
Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça.
Se dissermos que não pecamos, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós.
Mais uma vez, a imagem que o pastor Beckum pinta é muito vaga, tornando-a confusa e enganosa. Ele deduz que João está dizendo: "se você anda em comunhão com Ele, e suas ações não correspondem ao que você fala, então [você não é verdadeiramente salvo]". Isso é completamente errado e enganoso, e João não está dizendo isso de modo algum! A caminhada de um cristão carnal está de acordo com o que ele diz? Claro que não. Só porque você não está vivendo a vida cristã não significa que você não é salvo! João está simplesmente falando sobre a hipocrisia, que todo cristão tem sido culpado, pelo menos em algum grau. Há uma grande diferença de posição entre uma pessoa não salva que anda na escuridão e um cristão carnal que anda na escuridão; mas há muito pouca diferença prática (física) entre uma pessoa não salva que está andando na escuridão e um cristão carnal que está andando na escuridão (isto é, como o Filho Pródigo ou Ló). João está escrevendo para os cristãos de Éfeso, e ele está dizendo "pare de viver uma mentira [os cristãos podem mentir e mentem] e comecem a praticar o que vocês professam ser"! Observe na última parte do versículo 6, João diz: "mentimos, e não praticamos a verdade"; NÃO diz "mentimos, e a verdade não está em você". João está falando sobre o cristão cometer o pecado da hipocrisia. Ele não está dizendo que ele não é salvo. Os versículos 7 a 10 provam isso inequivocamente.

Olhe no capítulo 2:3, "E nisto sabemos que o conhecemos: se guardarmos os seus mandamentos. Aquele que diz: Eu conheço-o, e não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade". Agora observe o que a Bíblia está dizendo, está dizendo que você diz que O conhece, mas você não tem um desejo de seguir este Livro, você não tem um amor por este livro, você não tem um amor para seguir a Deus e Seus mandamentos, deixe-me dizer a você esta noite, com a autoridade da Palavra de Deus, você é um mentiroso e a verdade não está em você.

Isso não é "o que a Bíblia está dizendo"!! O versículo 4 diz: "Aquele que diz: Eu conheço-o, e não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade". João está dizendo que um cristão deve guardar todos os mandamentos? Claro que não: nenhum cristão nesta terra pode, ou jamais será capaz de guardar todos os mandamentos da Bíblia. João está dizendo que se você disser que você é cristão, mas nunca teve o desejo de obedecer aos mandamentos encontrados na Palavra de Deus resultando em obediência (pelo menos até certo ponto), então você nunca foi salvo. O fato de que ele nunca teve um desejo de obedecer ou nunca deu qualquer fruto (significando seu estado perdido), é uma distinção importante, e é uma verdade repetida em toda a escritura (Mateus 13, Tiago 2: 17-26).
Esta questão colocada por João no versículo 4, também serve para fortalecer a certeza do cristão imaturo de sua posição inalterável em Cristo, dizendo que se ele tem um desejo de obedecer à Palavra de Deus que resulta em pelo menos alguns atos de obediência, então ele Pode ter certeza de que é salvo!
Um cristão carnal e contrariado não pode "ter o desejo de seguir este Livro, [não podeter um amor por este Livro [e não podeter um amor para seguir a Deus e Seus mandamentos"por um período de tempo porque sua comunhão Com Deus está quebrada devido ao pecado não confessado. No entanto, o pastor Beckum atribui tal condição exclusivamente a falsos cristãos, não salvos. Essa suposição é imprecisa e enganosa. De acordo com sua agenda, o pastor Beckum usa essa técnica para fazer as pessoas duvidarem da sua salvação com a esperança de que elas venham à frente e sejam "re-salvas".
É IMPORTANTE PERCEBER QUE ISSO NÃO É UM TEMA PREVALENTE NESTA EPÍSTOLA (NEM É PREVALENTE EM QUALQUER LUGAR NA ESCRITURA): QUESTIONAR A SALVAÇÃO DO CRISTÃO. Sim, certamente há o tempo certo para fazer essa pergunta ao povo de Deus (II Coríntios 13:5); no entanto, ao fazê-lo, se torna muito fácil começar a minar a experiência de salvação de um verdadeiro cristão (já seguro). Para se defender desta situação difícil, a pergunta deve ser diluída na apresentação do Evangelho (para que o Espírito Santo possa convencê-lo de seu estado perdido, se ele não é verdadeiramente salvo), juntamente com uma clara apresentação da diferença entre a posição e a santificação prática, para evitar a possibilidade de o cristão ser enganado. Independentemente da intenção do pregador (por mais inocente que ele possa afirmar ser), pregar uma mensagem que resulte em verdadeiros cristãos sendo "re-salvos" é uma afronta ao Deus Todo-Poderoso e traz vergonha ao Seu nome (Hebreus 5,6).
No caso do pastor Beckum, intencionalmente convencer cristãos (verdadeiramente salvos) a serem "re-salvos", sob a aparência de que ele está "apenas pregando a Palavra de Deus" é deplorável, considerando quão sutis e enganosas são suas táticas.
A propósito, faríamos bem em prestar muita atenção ao contexto em que Paulo pede à própria igreja carnal de Corinto que se "examinem" para ver se estão ou não na fé. [Também é interessante notar que esta é única vez que os cristãos do Novo Testamento são diretamente solicitados a "examinar-se" para determinar se são verdadeiramente salvos ou não]. Esta questão é encontrada na segunda carta de Paulo à igreja de Corinto; a carta está cheia de admoestações e palavras encorajadoras sobre tudo o que eles são e têm em Jesus Cristo, estimulando-os a viver uma vida que agrade a Ele. No final desta longa epístola, Paulo declara o seguinte em II Coríntios 13:5-6:
"Examinai-vos a vós mesmos, se permaneceis na fé; provai-vos a vós mesmos. Ou não sabeis quanto a vós mesmos, que Jesus Cristo está em vós? Se não é que já estais reprovados. Mas espero que entendereis que nós não somos reprovados".
Um réprobo é alguém que repetidamente rejeitou Deus até o ponto em que Deus o rejeita e permite que ele seja tomado pela impureza e iniquidade. IMEDIATAMENTE depois que Paulo os adverte para "se examinar", ele lhes faz uma pergunta retórica, quase sarcástica; "Não sabeis vós mesmos, como é que Jesus Cristo está em vós, se não sois réprobos?". Paulo faz esta pergunta para ajudá-los a perceber que, a menos que sejam réprobos, então eles podem se alegrar, porque apesar de terem se esforçado para viver para Deus e FALHADO MISERAVELMENTE de muitas maneiras, eles ainda são cristãos, e eles não devem deixar seu histórico pobre desencorajá-los de chegar até a perfeição em Cristo (versículos 9 e 11). Obviamente, não foi o propósito de Paulo em sua carta à igreja carnal de Corinto, questionar se eles eram ou não verdadeiramente salvos. Ele percebeu que um falso cristão não salvo, com o tempo, revelou seu estado perdido, sem Paulo ter que forçar e cutucá-lo para admiti-lo. Paulo também sabia que o Espírito Santo de Deus lidaria com seus corações no devido tempo; ou eles seriam convertidos sob o poderoso ministério de Paulo, ou detestariam e fugiriam da vida restritiva, rígida e disciplinada exigida pela Palavra de Deus e pregada fielmente por Paulo e sua "prole espiritual".
E se Paulo tivesse pregado ou escrito uma carta à igreja de Corinto que fosse semelhante aos três sermões do pastor Beckum? Seria seguro dizer que a maioria dos cristãos na igreja de Corinto teriam sido "re-salvos" (para a vergonha daquele que já os tinha salvado), considerando o pecado grosseiro em que esses cristãos estavam envolvidos. Por favor, não use erradamente II Coríntios 13: 5-6, numa tentativa de fundamentar os três sermões do pastor Beckum sobre questionar a salvação das pessoas. Como já afirmei muitas vezes, você deve examinar o contexto do que o escritor de Deus está dizendo para que você possa determinar a perspectiva correta e fazer uma aplicação bíblica adequada à sua própria vida ou a de outra pessoa.
Para sua comodidade e referência, eis I João 2:1-16:
MEUS filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo.
E ele é a propiciação pelos nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo.
E nisto sabemos que o conhecemos: se guardarmos os seus mandamentos.
Aquele que diz: Eu conheço-o, e não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade.
Mas qualquer que guarda a sua palavra, o amor de Deus está nele verdadeiramente aperfeiçoado; nisto conhecemos que estamos nele.
Aquele que diz que está nele, também deve andar como ele andou.
Irmãos, não vos escrevo mandamento novo, mas o mandamento antigo, que desde o princípio tivestes. Este mandamento antigo é a palavra que desde o princípio ouvistes.
Outra vez vos escrevo um mandamento novo, que é verdadeiro nele e em vós; porque vão passando as trevas, e já a verdadeira luz ilumina.
Aquele que diz que está na luz, e odeia a seu irmão, até agora está em trevas.
Aquele que ama a seu irmão está na luz, e nele não há escândalo.
Mas aquele que odeia a seu irmão está em trevas, e anda em trevas, e não sabe para onde deva ir; porque as trevas lhe cegaram os olhos.
Filhinhos, escrevo-vos, porque pelo seu nome vos são perdoados os pecados.
Pais, escrevo-vos, porque conhecestes aquele que é desde o princípio. Jovens, escrevo-vos, porque vencestes o maligno. Eu vos escrevo, filhos, porque conhecestes o Pai.
Eu vos escrevi, pais, porque já conhecestes aquele que é desde o princípio. Eu vos escrevi, jovens, porque sois fortes, e a palavra de Deus está em vós, e já vencestes o maligno.
Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele.
Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo.

Isso é o que o livro diz. O irmão Beckum não está chamando você de mentiroso esta noite. Eu não faria isso. Mas a Palavra de Deus diz, se você é salvo, então você está caminhando com o Senhor, você não deveria andar nas trevas. Também diz que se você afirma que o conhece, você deveria guardar os mandamentos deste Livro.  [Mesmo que, às vezes, você não vá]
 
Amém. Inadvertidamente, o pastor Beckum declara uma verdade, embora, considerando o que ele disse até agora, estou certo de que ele não quis dizer isso da maneira que João pretendia. O pastor Beckum usa corretamente a palavra "deveria" em sua paráfrase do versículo 6. Esta afirmação verdadeira do pastor Beckum é tão surpreendente porque é inteiramente diferente da declaração de que não se deve andar "nas trevas" e que se deve "guardar os mandamentos deste livro" ou então ele não é verdadeiramente salvo (o que ele deduz desde o início). Por esta razão eu não acredito que o pastor Beckum queria dar sentido a esta paráfrase do versículo 6 da mesma forma que João pretendia porque contradiz toda a sua mensagem não bíblica. [Eu adicionei minhas próprias palavras às declarações acima do pastor Beckum para prover claridade a sua verdade].
 
Se você não está guardando os mandamentos deste livro, a Bíblia diz que a verdade não está em você.

Não consigo pensar em uma declaração mais prejudicial e enganosa!! A Bíblia não diz essas palavras no contexto que o pastor Beckum deduz, como eu discuti acima!

Então por que sentar no banco esta noite e apostar em ir para o inferno quando tudo o que você tem a fazer é engolir o seu orgulho e ser honesto com o seu eu e ser honesto com Deus e apenas engolir essa tolice e se arrepender de seu pecado e nascer de novo, como estas quatro pessoas fizeram na noite passada? Oh, é um prazer, um prazer para você, irmã olhar para você esta noite. Ela está sentada lá com seu rosto todo brilhante. Você sabe por que, você não é um mentirosa hoje à noite. Mas ontem à noite ela era uma mentirosa, e a verdade não estava nela.

Essas declarações têm "TÁTICAS DE PRESSÃO" escritas em todas elas.
 
Vamos olhar novamente no versículo 5, Mas qualquer que guarda a sua palavra, o amor de Deus está nele verdadeiramente aperfeiçoado; nisto conhecemos que estamos nele'. Uau! Vejam no versículo 5: 'Mas quem assim mantém a sua palavra nele verdadeiramente é o amor de Deus aperfeiçoado, assim sabemos que estamos nele. Aquele que diz que ele permanece nele também deve andar como ele'. Se você nasceu de novo, o amor de Deus é aperfeiçoado todos os dias de sua vida. Amém. Você simplesmente se apaixona e ama mais a Deus todos os dias. E é aperfeiçoado todos os dias. E brilha diariamente.

A paráfrase do pastor Beckum (sublinhada) de I João 2:5 é imprecisa e enganosa, mais uma vez. Suas declarações descrevem o cristão perfeito (que não existe, de acordo com a Bíblia), e ele deduz que, a menos que essas condições sejam atendidas, então uma pessoa não é verdadeiramente salva. O amor de Deus não é "perfeito a cada dia de sua vida" e um cristão não "simplesmente se apaixona e ama mais a Deus todos os dias, e é aperfeiçoado todo dia". Os cristãos devem lutar por isso, mas não é uma realidade bíblica. Assim como devemos nos esforçar para "ser ... perfeitos, assim como [nosso] Pai que está nos céus é perfeito" (Mateus 5:48). Tal coisa nunca foi ou nunca será realizado por qualquer cristão nesta terra. No entanto, é nosso objetivo, como cristãos, melhorar constantemente nossa caminhada com Ele.
O que João está dizendo no versículo 5, no contexto desta epístola, é: "se um cristão aderir consistentemente à Palavra de Deus através do poder do Espírito (e sim, eles fracassarão frequentemente), então o amor de Deus começará a brilhar através dos pensamentos, palavras e ações desse crente. Como este cristão começa a ver esta evidência de Deus trabalhando em sua vida, ele pode fortalecer sua nova fé, sabendo que essa evidência é uma confirmação física de seu novo nascimento".
 
Mas, olhe no versículo 6 agora, ele diz que se você afirma que você permanece nele, você deveria demonstrar que permanece nele. Amém. Aleluia, sim, senhor! Você diz que está andando com Deus, não faça de Deus um mentiroso!!! Amém. Isso é o certo, igreja.
 
Amém. O versículo 6 diz que "Aquele que diz que está nele, também deve andar como ele andou". Este versículo resume um dos principais temas desta epístola à Igreja de Éfeso: "Pare de retroceder e comece a agir como o cristão que você alega ser!"
 
Agora, veja no versículo 7: "Irmãos, não vos escrevo mandamento novo, mas o mandamento antigo, que desde o princípio tivestes. Este mandamento antigo é a palavra que desde o princípio ouvistes". Quantos de vocês esta noite, já estão todos sob convicção? Já estão sob convicção? Vejo alguns agora, como eu vi a filha do pregador na noite passada. Não leva tanto tempo quando você lê a Palavra pura de Deus para trazer a convicção do Espírito Santo. Amém. Quando você acaba de ler a pura Palavra de Deus, não demora muito. Não é?
 
É impossível verificar se as emoções que estão no rosto de uma pessoa atesta se ela é ou não salva, como já discuti anteriormente. Na parte sublinhada acima, o pastor Beckum deduz que há outros na congregação que parecem "como ... a filha do pregador na noite passada". Portanto, porque algumas das pessoas na congregação estão exibindo emoções semelhantes, chamadas de "falta de paz" como a garota, então elas também não são salvas. É exatamente isso que ele está dizendo. Isso aponta mais uma vez para a sutileza de tal pregação. À primeira vista ou quando você inicialmente ouve, soa certo, mesmo para os cristãos maduros. No entanto, quando você pausa e se esforça para verificar o significado por trás de suas declarações incomuns e não bíblicas (comparando suas palavras com as Escrituras), a realidade de sua agenda fica muito clara.
 
Agora, note aqui, agora eu digo para você não apenas sentar e lutar e passar por consternação por 20-30 minutos, não senhor, curve sua cabeça bem onde está e diga 'Deus entre em minha vida, e salve-me, eu sei que não estou andando direito, eu sei que estou caminhando na escuridão, eu sei que estou perdido'.

Faz sentido bíblico dizer "[uma pessoa não salva] não está andando direito [com Deus]"? NÃO; Porque uma pessoa não salva nem sequer pode começar a "caminhar" com Deus, muito menos caminhar "direito" com Ele. Essa é uma declaração que descreve um cristão desviado. O pastor Beckum nunca reconhece a existência do cristão carnal (com exceção de duas frases em sua oração de abertura); portanto, o cristão que está lutando com o pecado em sua vida, é forçado a associar seu "não andar direito" com Deus ou "andar nas trevas" (o que um cristão PODE fazer) com ser "perdido" ou não salvo. O pastor Beckum mistura propositadamente estas declarações que descrevem tanto uma pessoa não salva e um cristão para criar confusão, o que leva o cristão a acreditar que ele não é realmente salvo quando, de fato, ele é. Isso é um ensino ardiloso e não bíblico da parte do pastor Beckum.
 
E então, olhe no versículo 15, não ame o mundo; há mais mundo na igreja do que há no mundo. Amém. Em todo lugar que você olha nos bancos, eu vejo adultério nos bancos, vejo fornicação nos bancos, vejo todos os tipos de pecado nos bancos, pecado não confessado nas igrejas fundamentalistas em toda a América e Canadá. E a Bíblia diz não ame o mundo, nem as coisas que estão no mundo, então diz se alguém ama o mundo, você diz: 'oh pregador, eu amo o mundo, eu amo o mundo mais do que a Deus, eu amo o mundo mais do que a igreja. Agora, ouça-me, a Bíblia diz que se você está nesse estado, se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Esse é o livro. Amém. Esse é o Livro.
 
Permita-me fazer-lhe a seguinte pergunta. Se João está falando para os cristãos, por que ele os admoesta no versículo 15 para "não amar o mundo nem as coisas que estão no mundo"? Deus lhe disse para escrever tal declaração porque Ele sabe que, como cristãos, nós, em graus variados, lutaremos com nossas afeições para as coisas do mundo. A última parte do versículo 15 afirma: "Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele". JOÃO NÃO ESTÁ DIZENDO QUE SE UM CRISTÃO TEM AFEIÇÕES/ DESEJOS PELAS COISAS DO MUNDO, ENTÃO ELE NÃO É VERDADEIRAMENTE SALVO! A definição da palavra "amor" aqui é vital para entender o que João está dizendo.
Existem três significados gregos que são traduzidos como "amor" na Bíblia. Há "eros", que é o amor malicioso, egoísta e sensual, "phileo", que é um tipo bondoso, "fraternal", afetuoso, e em terceiro lugar, há "ágape". A palavra grega traduzida por amor que João usa na última parte do versículo 15 é "ágape". Este é o mesmo amor que Deus tem pela humanidade. É um amor completo e abnegado; ele não espera reciprocidade, o que significa que este tipo de amor profundo e duradouro é dado sem esperar nada em troca.
João está dizendo que se uma pessoa afirma ser um cristão e "ágape" as coisas do mundo, então ele não é verdadeiramente salvo. Se você "ágape" as coisas do mundo significa que você odeia as coisas de Deus porque Deus é diametralmente oposto ao pecado do mundo. Isso é muito diferente de um verdadeiro cristão que demonstra mais afeição ou mais desejo ("phileo" ou "eros") pelas coisas do mundo do que por Deus, por um período de tempo. De fato, essa é uma das características definidoras de um cristão desviado, mas isso não significa que ele "ágape as coisas do mundo". Significa simplesmente que seus desejos foram desalinhados por negligenciar seu relacionamento com Deus, o que resultou em afeições erradas ("phileo" ou "eros") para as coisas do mundo. No entanto, assim como o filho pródigo, ele acabará por perceber que o mundo não tem nada a oferecer e ele pedirá a Deus para perdoá-lo por sua rebeldia, restaurando a comunhão com Ele mais uma vez. Por favor, entenda que o tempo necessário para que o cristão desviado "apareça" pode variar de uma pessoa para outra e impor um período de tempo específico sobre quando isso ocorrer pode ser perigoso e inadequado.
Parece tão mundano afirmar o óbvio; entretanto, faço isso para satisfazer aqueles que estão pensando em uma declaração ao lerem isto, o que seria semelhante ao seguinte: "se um indivíduo que afirma ser um cristão vive e ama as coisas do mundo indefinidamente e sem remorso, nunca tendo exibido nenhuma evidência de mudança ou fruto em sua vida, então, de acordo com a Bíblia, ele provavelmente nunca foi salvo". Eu fiz declarações semelhantes, usando as Escrituras, ao longo deste artigo, porque eu quero deixar bem claro que eu de nenhuma maneira, endosso a ideia de que uma pessoa pode obter um ingresso gratuito para o céu, enquanto nunca exibiu qualquer mudança ou fruto em sua vida (mais conhecido como crença fácil). O problema é que alguns cristãos, como o pastor Beckum, acreditam erroneamente que alguma mudança e algum fruto produzido por um cristão não é bom o suficiente para garantir a salvação (de acordo com seus próprios padrões elaborados e relativos). Considere os israelitas, Ló ou o filho pródigo. Você acha que eles amaram ("eros" ou "phileo") o mundo quando eles estavam desviados? Claro que sim. Mas, como eles e todos os cristãos podem atestar, o pecado é somente apreciado por um tempo; e então, inevitavelmente se colhe os terríveis resultados para a sua vítima. O cristão carnal logo aprende (de maneira dura) que uma caminhada próxima, consistente e honrosa com o Deus Todo-Poderoso é infinitamente mais gratificante, agora e eternamente.
O pastor Beckum claramente não entende o versículo ou, confiando que ninguém vai "pegar", ele propositadamente o usa mal. Seja qual for o caso, sua explicação do versículo 15, juntamente com sua interpretação errônea dos versículos anteriores em I João implica inequivocamente que se você afirma ser um cristão e suas afeições ("phileo" ou "eros") para as coisas do mundo superam suas afeições pelas coisas de Deus em qualquer ponto de sua vida, então você não é verdadeiramente salvo. Isso não é o que a Bíblia ensina.

Isso não é algum credo batista, isso não está em alguma constituição batista, não é algum pregador batista dizendo, isso é a Palavra de Deus. E a Palavra diz que você não pode amar o mundo e estar envolvido com o mundo todos os dias, e ser salvo pela graça de Deus. Está no Livro.
 
Esta é outra declaração ambígua, incompleta e enganosa baseada em sua visão errônea do que Deus está dizendo em I João. Um cristão pode "estar envolvido com o mundo todos os dias"? Sim e Não. Sim, um cristão pode estar envolvido com o mundo diariamente; mesmo por um período prolongado de tempo e ainda ser um cristão (lembre-se de Ló, a igreja de Corinto ou o filho pródigo). Considerando o contexto das declarações do pastor Beckum, é evidente que ele quer dizer que não se pode ser cristão e "estar envolvido com o mundo" por um longo período de tempo. Isso não é verdade, de acordo com a Bíblia, como já provei. Não, uma pessoa que afirma ser salva, mas nunca exibiu qualquer mudança ou qualquer fruto em sua vida e ainda está vivendo no mundo indefinidamente, provavelmente não é um cristão.
Além disso, o que ele quer dizer com "estar envolvido com o mundo"? Alguns cristãos definiriam como ir a tabernas e ficar bêbado. Outros definiriam como ir aos cinemas, e alguns definiriam como usar shorts ou assistir televisão. O ponto é que todo cristão "está envolvido com o mundo" pelo menos em algum ponto. Todo cristão luta, até certo ponto, para manter o mundo fora de sua vida; e quando o pastor Beckum faz uma declaração tão ambígua e indefinida, ele (intencionalmente) embaraça cada cristão presente, mais uma vez lançando dúvidas sobre a sua experiência de salvação.
 
Você diz pregador, bem, eu pensei que eu poderia brincar com o pecado um pouco, eu pensei que eu poderia amar o pecado um pouco? Não, você não pode amar o pecado um pouco.
 
Isso simplesmente não é verdade. Um cristão pode "amar o pecado um pouco". [Se o pastor Beckum percebe ou não, a palavra "amor" que ele está se referindo na declaração acima, é "eros" ou "phileo". A pessoa não pode "ágape" algo um "pouco" (que é o que o pastor Beckum deduz) porque isso é oposto ao que define o amor "ágape".) A velha natureza pecadora está sempre lutando contra a nova natureza dentro do cristão, e às vezes torna-se mais forte do que a nova natureza, criando um apetite/amor/desfrute do pecado por um tempo. Como você bem sabe, se negligenciar o seu relacionamento com Deus, o seu amor pelas coisas do mundo em breve vai exceder o seu amor por Deus. Isso significa que você nunca foi realmente salvo? De jeito nenhum!! Isso significa que você sofrerá as grandes consequências negativas que sempre ocorrem quando o pecado é cometido, e você também trará o amoroso castigo do Deus Todo-Poderoso sobre si mesmo.
Todos os cristãos presentes nas reuniões do acampamento percebem que têm algumas fraquezas com certos pecados e compreendem que gostam de cometer esses pecados às vezes. Eles podem não apreciar a culpa e as numerosas implicações negativas que eles experimentam depois de cometerem tais pecados, mas sabem que "gostam" de fazer, dizer ou pensar, na ocasião. Portanto, esta afirmação nada faz senão minar a salvação das pessoas. Aqueles que estão presentes percebem que amam o pecado um pouco ou às vezes e o pastor Beckum diz que eles não são salvos, se for esse o caso.
Por favor, percebam que, porque vocês não experimentam o castigo de Deus (pelo menos para o seu conhecimento) no período que julgarem apropriado, isso não significa que vocês não são salvos! Deus irá lidar com você em seu devido tempo e em sua infinita sabedoria e modo; às vezes sua abundante misericórdia confunde a mente do cristão, e eles atribuem a paciência aparentemente ilimitada de Deus e a longanimidade como uma indicação de que eles não são verdadeiramente filhos de Deus. Um versículo que é frequentemente usado para apoiar tal raciocínio errôneo é Hebreus 12:8, que diz: "Mas, se estais sem disciplina, da qual todos são feitos participantes, sois então bastardos, e não filhos". Este versículo é usado erroneamente para forçar as pessoas a colocarem Deus sob restrições de tempo no que diz respeito ao seu castigo. Por exemplo, foi declarado no púlpito que "se você pode recordar tempos de castigo, então você está salvo e se acontece que você não pode definitivamente recordar esses tempos, então ele deve ser um sinal de que você não é verdadeiramente salvo". Esse não é o propósito do versículo quando você considera seu contexto. Seu propósito é proporcionar conforto e encorajamento ao cristão castigado, respondendo à pergunta colocada no versículo 7; "Se suportais a correção, Deus vos trata como filhos; porque, que filho há a quem o pai não corrija?". O versículo 8 então diz: "Mas, se estais sem disciplina, da qual todos são feitos participantes, sois então bastardos, e não filhos".
Deus diz: 'Eu te castigo, porque te amo como meu próprio filho, e se eu não o castigar então você não seria meu filho; portanto, regozijai em seu castigo porque só serve como mais uma prova de que eu te amo como meu próprio filho'. Deus não está nos dizendo para fazer um inventário de nossas vidas, a fim de lembrar especificamente as vezes em que fomos castigados por Ele, de modo que tenhamos a garantia de que estamos realmente salvos!

Agora ouçam isto; "Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo". É do quê? Do mundo. Diga isso em voz alta esta noite, igreja. É do mundo. Então, se você está sentado aqui esta noite e tem esse pecado em sua vida, você tem esse pecado habitual em sua vida, e você sabe, você SABE e você SABE, SABE que você não nasceu de novo.

Pode um cristão cometer esses pecados que Deus diz que caracterizam o mundo (concupiscência da carne, concupiscência dos olhos e a soberba da vida)? Absolutamente sim. O pastor Beckum diz na porção sublinhada acima, que se "você tem esse pecado habitual em sua vida, e você sabe, você SABE e você SABE, SABE que você não nasceu de novo". O pastor Beckum repete o fato de que a Bíblia diz que esses pecados particulares são "do mundo", o que implica que se você diz que você é um cristão e habitualmente comete um ou mais destes pecados, então você não é verdadeiramente salvo. Isso é absolutamente falso. Você acha que o Rei Davi (que Deus diz que é um homem segundo Seu próprio coração) estava habitualmente cometendo os pecados de "concupiscência da carne" e "concupiscência dos olhos" quando secretamente e luxuriosamente viu Bate-Seba banhar-se? Davi deve ter feito disso um pecado habitual, porque sua luxúria chegou ao ponto onde o levou a não apenas cometer adultério com Bate-Seba, mas também a assassinar seu marido Urias. Esses pecados fizeram toda a vida de Davi antes desse ponto uma fachada? Ele estava apenas fingindo uma vida devotada para o Deus de Israel para se encaixar socialmente ou para se tornar o Rei de Israel, ou talvez ele "simplesmente não percebeu" que não estava verdadeiramente seguindo o Deus de Israel todo esse tempo? Que ridículo! O mesmo cenário se aplica aos cristãos do Novo Testamento. Só porque eles podem cair em um pecado habitual que absolutamente destrói suas vidas e testemunhos de Deus não significa que eles nunca foram verdadeiramente salvos. Assim como a fé de Abraão e de Davi foi "imputada neles como justiça", assim a nossa FÉ imputa sobre nós, a justiça de Jesus Cristo, INDEPENDENTEMENTE DO(S) PECADO(S) QUE PODEMOS COMETER OU "HABITUALMENTE" COMETER!
Permita-me fazer a seguinte pergunta: Você já considerou os chamados "pequenos pecados" que certamente poderiam ser classificados como "habituais" na vida do cristão batista doutrinariamente sadio, independente, fundamentalista? Pecados como omissão, glutonaria, vida devocional inconsistente, cobiçar o dom espiritual de alguém, fofocas na igreja, calúnia, falta de vontade de ganhar almas, egoísmo, orgulho, pensamentos impuros, amargura, raiva, ressentimento e assim por diante. Qual é a diferença entre cometer habitualmente esses pecados e cometer habitualmente os pecados mencionados no versículo 16? Não há absolutamente nenhuma diferença aos olhos de Deus entre cometer esses pecados "menores" e cometer os pecados grosseiros mencionados no versículo 16. "Mas", você diz, "o pastor Beckum quis dizer que o cristão está habitualmente cometendo aqueles pecados grosseiros". Você sabe, assim como eu, que somos culpados de cometer muitos dos pecados "menores" mencionados acima em uma base consistente e habitual em nossas vidas. Você não foi realmente salvo quando habitualmente caiu em cometer esses "pequenos" pecados por meses ou mesmo anos, de vez em quando? É claro que você foi salvo e o mesmo é verdade para um cristão que habitualmente comete esses grosseiros pecados mencionados pelo pastor Beckum!
A IMPORTANTE DISTINÇÃO QUE JOÃO FAZ EM SUA EPÍSTOLA É QUE UMA PESSOA QUE 'ÁGAPE'/AMA ESTE MUNDO NÃO PODE SER UM CRISTÃO. EM OUTRAS PALAVRAS, A PESSOA QUE AFIRMA SER CRISTÃ, MAS NUNCA FEZ QUALQUER MUDANÇA EM SUA VIDA, NUNCA PRODUZIU QUALQUER FRUTO EM SUA VIDA E QUE CONTINUA A VIVER PARA AS COISAS DESTE MUNDO, SEM ARREPENDIMENTO OU REMORSO, NÃO É UM CRISTÃO VERDADEIRO. Essa é uma distinção eternamente importante do cristão que caiu em qualquer pecado "habitual", por qualquer período de tempo e, como resultado, não está caminhando em íntima comunhão com Deus.
 
Não fiquem sentados nesses bancos esta noite e passem por consternação, e façam do seu Deus um escarnecedor. Amém. Não faça do Deus do céu um zombador, não pise o seu nome debaixo dos seus pés. A melhor coisa que você pode fazer hoje à noite, porque a mensagem está sendo entregue, é você ler o Antigo Testamento, e ver que quando os antigos profetas dariam as mensagens, e as pessoas endureciam seus corações, o julgamento de Deus vinha sobre elas. Amém. Sim senhor! É uma coisa perigosa mentir para Deus. Garoto! Isso é tão forte.
 
Agora que o pastor Beckum efetivamente enfraqueceu a fé do cristão que está o assistindo em sua experiência de salvação, ele descaradamente o ameaça/PRESSIONA, usando o Deus Todo-Poderoso como seu instrumento. O pastor Beckum faz isso depois de ter torcido inequivocamente a Escritura, deturpando efetivamente nosso Deus.
 
No capítulo 3:6, Igreja, ouça esta noite, ouça esta noite. É tão importante, isso é tão importante. Por que você pensa, por que você pensa que está para cima e para baixo, para cima e para baixo, para cima e para baixo? Por que você acha que não tem amor por Deus? Por que você acha que não pode ficar no caminho mais de um mês de cada vez? Por quê? Por quê? Por que você pensa isso? Você sabe por quê? Porque você é cego para Deus. Você está mergulhado no mundo. Não pode ser, simplesmente não pode ser. (Pausa longa)
 
O pastor Beckum pensa honestamente que seus "altos e baixos" em sua caminhada com Deus são aceitáveis para um cristão "VERDADEIRO" como ele mesmo, mas não para quem ele prega? Será que ele realmente acredita que, porque todos esses outros chamados "altos e baixos" de "cristãos" são alegadamente pior que os dele, então eles não são verdadeiramente salvos? Gostaria de pensar que não, mas sua pregação diz o contrário. Esta condição "para cima e para baixo" não deveria ser verdadeira do cristão porque Deus proveu o antídoto para isso; no entanto, é uma realidade bíblica e os cristãos têm e continuarão a lutar com isso (Romanos 7).
Sim, pode ser. Essas afirmações indefinidas e ambíguas permeiam este sermão. Como eu já discuti, só porque um cristão está "para cima e para baixo" em sua caminhada com Deus (e se você está sendo honesto consigo mesmo, você é um deles, como eu sou) isso não significa que ele não é verdadeiramente salvo. Significa simplesmente que ele está negligenciando seu relacionamento com Deus. Essa letargia espiritual é tudo o que é necessário para que a natureza pecadora obtenha vantagem sobre a nova natureza, o que cria uma oportunidade ideal para que Satanás introduza tentações que inevitavelmente resultará no cristão espiritualmente fraco sucumbir a elas.
Se um cristão não ficar "no caminho mais de um mês de cada vez", isso não significa que ele nunca foi verdadeiramente salvo, como o pastor Beckum deduz. Sua declaração "Por que você acha que não tem amor por Deus?"  É uma pergunta intencionalmente enganosa. Se ele quer dizer que uma pessoa que não tem absolutamente nenhum amor por Deus e que demonstrou tal vazio ao nunca fazer qualquer mudança ou dar qualquer fruto para Ele, então é claro que ele não é verdadeiramente salvo (embora ele possa alegar ser). Mas o pastor Beckum está amarrando este "para cima e para baixo, para cima e para baixo", "não pode ficar no caminho mais de um mês de cada vez" ao cristão junto a quem não tem absolutamente nenhum amor por Deus. Essa comparação é confusa, imprecisa e subsequentemente enganosa. Todas essas declarações estão confusas na mente do ouvinte, e ele incorretamente conclui que se ele está "para cima e para baixo" em sua caminhada com Deus (e todos estão, em algum grau), então ele não deve "ter nenhum amor por Deus". Portanto, de acordo com o que ele acabou de dizer, ele não deve ser verdadeiramente salvo.
Como o pastor Beckum não define suas declarações, mas deixa claro que as características que ele menciona apenas definem o falso cristão que não foi salvo, ele efetivamente mina a experiência de salvação cristã dos que o ouvem, com o objetivo de vê-los vir à frente para serem "re-salvos". Como um prelúdio para as próximas declarações do pastor Beckum, quero rever o que João está dizendo no capítulo 3; Para sua conveniência, aqui está I João 3:2-10:
Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifestado o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele; porque assim como é o veremos.
E qualquer que nele tem esta esperança purifica-se a si mesmo, como também ele é puro.
Qualquer que comete pecado, também comete iniquidade; porque o pecado é iniquidade.
E bem sabeis que ele se manifestou para tirar os nossos pecados; e nele não há pecado.
Qualquer que permanece nele não peca; qualquer que peca não o viu nem o conheceu.
Filhinhos, ninguém vos engane. Quem pratica justiça é justo, assim como ele é justo.
Quem comete o pecado é do diabo; porque o diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para desfazer as obras do diabo.
Qualquer que é nascido de Deus não comete pecado; porque a sua semente permanece nele; e não pode pecar, porque é nascido de Deus.
Nisto são manifestos os filhos de Deus, e os filhos do diabo. Qualquer que não pratica a justiça, e não ama a seu irmão, não é de Deus.
Do texto acima, os versículos 6 a 9 tratam principalmente da nossa posição em Cristo, como cristãos. Nossa NOVA NATUREZA é incapaz de cometer pecado, porque em essência, é Cristo vivendo dentro de nós. Em nossa vida prática diária, nossa velha natureza pecaminosa está sempre lutando contra nossa nova natureza, e muitas vezes (desnecessariamente) cedemos aos desejos da velha natureza pecaminosa e nos permitimos cometer pecado. Tal situação ocorre quando permitimos que nossa nova natureza se torne fraca, em relação à nossa antiga natureza pecaminosa, permitindo que ela controle nossos pensamentos, palavras e ações.
O ponto de João é que, como verdadeiros cristãos, teremos o desejo de nos tornarmos mais puros, "como também Ele é puro" (versículo 3). Quando um cristão se rebela contra Deus (filho prodigo, Ló, igreja de Corinto) e entra no "chiqueiro" (o sistema maligno do mundo), ele acabará por querer sair dessa sujeira que se permitiu entrar. O cristão carnal vai querer sair do "chiqueiro" porque sua nova natureza (habitada pelo Espírito de Deus) não permitirá que ele tenha paz ou felicidade até que o faça. Sua alma afligida, juntamente com a mão do castigo de Deus, o levará de volta aos braços amorosos de Cristo, onde há paz, descanso e intimidade como ele antes já conhecera.
Quanto tempo leva para um cristão desviado sair do "chiqueiro" e em que ponto no tempo você pode concluir que ele nunca foi salvo? Isso não é para você ou eu determinar. Se tivermos dúvidas sobre se um indivíduo é ou não realmente salvo, tudo o que podemos fazer é orar por ele, apresentar-lhe o evangelho (usando a Palavra de Deus) e apresentar-lhe Cristo através de nosso estilo de vida circunspecto; se o indivíduo nunca colocou sua fé e confiança em Cristo, então o Espírito Santo tratará seu coração, através de Sua Palavra. Não é nosso dever nem o dever de um pregador atacar a experiência de salvação "reivindicada" de uma pessoa numa tentativa de convencê-la a admitir que ela nunca realmente "fez certo" a primeira vez, na esperança de que uma nova conversão o "arrebate" de sua vida pecaminosa. Tal método não atribui crédito à obra do Espírito Santo de Deus e, além disso, não é bíblico, como já provei.
 
Observe no capítulo 3:6, "Qualquer que permanece nele não peca; qualquer que peca não o viu nem o conheceu. [Verso 7] Filhinhos, ninguém vos engane. Quem pratica justiça é justo, assim como ele é justo". Veja se você tem a semente divina em você, você tem essa natureza divina em você. Amém. Você nasceu de novo, justo. Amém. Você vai ser justo, porque você tem a natureza divina dentro de você.
 
Suas declarações sublinhadas acima são bastante apropriadas, SE os seus ouvintes entendem que o versículo 6 lida com a posição do cristão em Cristo, e não com a sua vida prática/santificação; o pastor Beckum nunca explicou esse ponto. Por favor, não tente defender o pastor Beckum, dizendo que tal explicação é desnecessária porque "todo mundo já entenderia isso dessa maneira". A doutrina da posição e santificação prática é difícil de compreender, mesmo sob o ministério de uma pregação doutrinariamente sólida e efetiva; mas é a chave para uma compreensão adequada das epístolas de João. Sem entender essa doutrina, I João torna-se um paraíso para a introdução de falsas doutrinas, especialmente quando, não dando atenção ao seu contexto, o pregador esporadicamente escolhe versos para pregar.
Além disso, o versículo 7 refere (mais uma vez) ao fato de que a marca de um verdadeiro cristão é a sua "justiça". O quanto de justiça não é relevante para o ponto que João está fazendo; o ponto é que o novo cristão deve exibir pelo menos alguma mudança (arrependimento) ou produzir pelo menos algum fruto/justiça (Mateus 13) para ser um verdadeiro cristão. Com o ensino errôneo até agora, o ouvinte cristão sente que "não é justo o suficiente" (de acordo com a pregação do pastor Beckum) e conclui equivocadamente que "de acordo com o versículo 7, eu não devo ser salvo". O fato de o pastor Beckum nunca ter explicado esta doutrina de santificação posicional e prática em qualquer uma dessas mensagens prova mais uma vez que ele tem uma agenda para minar a experiência de salvação cristã na esperança de que ele terá "resultados" (pessoas indo ao altar para serem "re-salvas").
 
Você diz, pregador, eu tive tantas dificuldades em ser justo, você sabe por quê? Porque você está tentando ser justo na carne, e você não pode fazê-lo. Você tem que ser justo porque tem a natureza divina em você. E se você não tem a natureza divina, você não vai ser justo.
 
Novamente, ele deduz que alguém que está tendo "dificuldades em ser justo" não deve ser verdadeiramente salvo. Esse ponto não é bíblico. Pode um cristão ter "dificuldades em ser justo"? Pode um cristão "tentar ser justo na carne"? Claro que ele pode. Pergunto-me se o pastor Beckum já teve "dificuldade em ser justo"? Na autoridade da Palavra de Deus, eu posso dizer que sim. Você diz, bem, "ele quer dizer alguém que está "realmente" tendo dificuldade em ser justo; por exemplo, eles estão bebendo, dançando e indo para bares e coisas assim". Bobagem! Como eu já aludi, o que torna os seus pecados e meus pecados de egoísmo, orgulho, omissão, afeições mundanas, etc., menos mal do que aqueles cometidos pelo alegado cristão que está "realmente" tendo dificuldade em ser justo? ... Absolutamente nada, aos olhos de Deus. Alguns batistas fundamentalistas parecem pensar que seus padrões rigorosos de vida são A vara de medição pela qual podem julgar o estado eterno de outros cristãos; "se eles não vivem como nós, então eles não devem ser salvos". Isso é absurdo. É o momento em que eles saem do alto de seu cavalo de realeza espiritual e em vez de ser tão críticos em relação ao estado eterno dos outros, amorosamente devem dar-lhes as doutrinas e verdades da Palavra de Deus.
Você diz "bem, nossos padrões são baseados na Bíblia". Sim, eu posso dizer sobre a autoridade da Palavra de Deus que temos um longo caminho a percorrer antes que possamos cumprir esses padrões. Devemos lutar por essa perfeição, mas é um fato bíblico que nunca o alcançaremos, enquanto vivemos neste corpo de carne. Só porque você se apega a certos padrões bíblicos não significa que outros não são salvos. De fato, se o apóstolo Paulo adotou uma visão tão distorcida sobre como julgar o estado eterno das pessoas (comparando sua vida circunspecta com a nossa) todos nós seríamos rotulados de "falsos cristãos irrealistas".
Em sua mistura típica de declarações contendo tanto a verdade quanto o erro, o pastor Beckum deduz que se um cristão está lutando em sua caminhada com Deus, então ele não deve ser verdadeiramente salvo, porque se ele fosse, ele não estaria lutando. O pastor Beckum não pode sair e diz de forma contundente como eu acabei de fazer, porque sua agenda seria muito óbvia. Em vez disso, ele diz a mesma coisa através de declarações ambíguas e indefinidas "revestidas de açúcar" com alguma verdade. Essas declarações não bíblicas e enganosas são perfeitamente adequadas à sua agenda.
 
Oh, você vai mudar de vida por um tempo, você vai ficar bem por um tempo. Mas isso vai ficar ultrapassado para você.
 
O que você acha que aconteceu com a igreja de Corinto? Eles foram salvos, viveram para Deus por um tempo, e então caíram em pecado grosseiro. Você pensa que eles acharam que o cristianismo era chato e "ultrapassado" quando estavam cedendo à sua natureza carnal? Pode apostar que sim. É exatamente por isso que o filho pródigo deixou o conforto da casa de seu pai; ele estava entediado com sua vida segura e pacífica e o mundo começou a parecer atraente, o que eventualmente o levou a seu estado caído, no chiqueiro do mundo. A propósito, eu mencionei o filho pródigo várias vezes, em relação a ele sendo uma imagem do cristão cair em pecado. A Bíblia inequivocamente deduz que ele foi salvo ANTES de deixar a casa de seu pai para "experimentar" as coisas do mundo. O filho pródigo acaba experimentando as consequências arruinadoras da vida do pecado, e então ele se arrepende de seu pecado contra Deus; ele pede perdão e restaura uma relação íntima com seu Pai, mais uma vez. Alguns diriam que o filho pródigo nunca foi salvo e que sua salvação ocorreu quando ele "saiu" do chiqueiro. Isso não é o que a Bíblia diz; e não, não pode ser discutido em ambos os sentidos, pois Deus não opera dessa maneira. Ele quis dizer isso de uma só maneira, que eu poderia provar biblicamente, mas isso não serve de nada porque há muitos outros exemplos na Palavra de Deus, que eu mencionei, que demonstram a realidade da existência do cristão grosseiramente carnal. No entanto, eu percebia a controvérsia desnecessária sobre o estado eterno do filho pródigo sendo digno de menção, embora eu não tenha entrado em maiores detalhes.
 
Agora olhe para o versículo 8; "Quem comete o pecado é do diabo; porque o diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para desfazer as obras do diabo. Qualquer que é nascido de Deus não comete pecado; porque a sua semente permanece nele; e não pode pecar, porque é nascido de Deus". Agora deixe-me explicar que: Não há pessoas perfeitas nesta terra. O que esses versículos estão ensinando é que se você pode habitualmente pecar dia após dia, semana após semana, mês após mês, ano após ano, mais do que provável, de acordo com a Bíblia, você não nasceu de novo. Amém. Garoto, isso é difícil, não é? Mas isso é o que este livro está dizendo esta noite. Para você e para mim. Está dizendo que você não pode habitualmente pecar e ser nascido de novo pelo Espírito de Deus.

Como dito anteriormente, a pessoa que afirma ser um cristão, que nunca fez nenhuma mudança em sua vida, nunca produziu nenhum fruto em sua vida e que continua a viver no pecado e pelas coisas deste mundo, sem arrependimento nem remorso, não é um verdadeiro cristão. O pastor Beckum toma esta verdade e torce o seu significado, afirmando que "você não pode habitualmente pecar e ser nascido de novo pelo Espírito de Deus". Eu não sei de onde ele tem a ideia de que "pecado(s) habitual/habituais" é o VERDADEIRO indicador de um incrédulo, um falso cristão. Estes versículos não estão falando sobre o fato de que pecado(s) habitual/habituais é/são sempre indicativo(s) de uma pessoa perdida, como afirma o pastor Beckum. Um cristão pode ter pecado habitual em sua vida por um período de tempo e que pode incluir anos ou décadas ou uma vida inteira (discutido em detalhe anteriormente); no entanto, ele nunca experimentará a verdadeira paz e felicidade disponível para ele, até que ele ceda ao Espírito de Deus que lhe permitirá quebrar esse(s) hábito(s) pecaminoso(s) e restabelecer uma caminhada íntima com Deus. Isso não significa que ele não é salvo.
Os versículos 8 e 9, que o pastor Beckum cita, referem-se especificamente à posição inamovível (nova natureza) que um crente tem em Jesus Cristo e ao fato de que esta nova natureza é incapaz de cometer pecado. Não tem relevância para a vida prática do cristão, senão encorajá-lo a lutar para viver uma vida que seja consistentemente mais agradável a seu Pai celestial. Aos olhos de Deus, o crente é PERFEITO (posicionalmente) no e através do precioso sangue de Jesus Cristo. É por isso que recebemos essa maravilhosa admoestação para "chegar com confiança ao trono da graça" (Hebreus 4:16), enquanto tentamos ser "... perfeitos,como é perfeito o vosso Pai que está nos céus" (Mateus 5:48).
 
Agora ouça, na América, a internet, a imundície da internet, está fazendo nossas igrejas em pedaços na América. Quatro dos meus amigos pregadores caíram por causa da imundícia internet no ano passado. Deixaram suas esposas e filhos, por alguém que nem sequer conheciam. Alguém me perguntou, irmão Beckum, você acredita que esses homens nasceram de novo? Bem, depois de verificar, eles estavam fazendo isso por anos e anos e anos. Se não na internet, através da imundícia das revistas. Eu fiz uma declaração ousada. Eu disse: "Não, senhor, pela autoridade deste livro, o livro de I João, aqueles homens NÃO PODERIAM ter nascido de novo ".
 
Isso é absolutamente falso! Para um homem que tem um doutorado em um seminário, eu não entendo como ele poderia fazer tal afirmação. E o rei Davi e Bate-Seba? "Mas", você diz "isso foi antes do tempo do cristianismo do Novo Testamento"; esse é um argumento inválido porque a doutrina da "fé em Deus" é tão antiga quanto a humanidade. O rei Davi era um filho de Deus tanto quanto somos hoje e sua luxúria sensual resultou em cometer adultério e assassinato nunca foi uma indicação de que sua fé no Deus de Israel não era mais "contado a ele por justiça" (Gênesis 6:15, Salmos 106:45, Romanos 4:1-9 !!). E quanto a Mateus 5:28, quando Jesus diz: "Eu, porém, vos digo, que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela". Você acha que alguns batistas fundamentalistas, independentes, doutrinariamente sadios são culpados de olhar "habitualmente" (cometer adultério/fornicação) nas partes sensuais do corpo de uma mulher? Você sabe muito bem que eles/nós são/somos culpados; não significa que eles/nós nunca foram/fomos verdadeiramente salvo(s)!
Se esses homens fossem salvos, sua relação com Deus diminuiria até que eles permitissem que seu "olhar lascivo" crescesse até o ponto onde eles fisicamente aprovariam o que estavam fantasiando sobre todos aqueles "anos". Eles são uma ilustração perfeita de Números 32:23, "eis que pecastes contra o Senhor; e sabei que o vosso pecado vos há de achar". Eles pensaram que poderiam escondê-lo e fugir com ele; mas o pecado, sendo fiel à Palavra de Deus, sempre se manifestará de alguma maneira perversa. Eu não tenho ideia se esses homens eram salvos ou não; mas não há nenhuma maneira em que você possa usar a Palavra de Deus para proclamar que alguém "não é salvo", apenas porque ele caiu em um habitual pecado grosseiro. Isso não é bíblico!! E dizer que João apoiou tal pensamento em sua epístola é deturpar o Deus Todo-Poderoso. Sim, isso é forte, mas é a verdade.
 
Um dos maiores pregadores do movimento independente tinha 17 prostitutas ao mesmo tempo, e caiu em pecado grosseiro. E ele queria que todos os pregadores nos Estados Unidos continuassem a apoiá-lo. Eu me levantei e disse: "NÃO SENHOR, EU NÃO O APOIAREI! Não importa quão grande ele é, ele está perdido!!' Mas ele precisa ser salvo.
 
Ele basicamente diz a mesma coisa novamente. Meu mesmo ponto acima, se aplica a esta "história". "Um dos maiores pregadores do movimento independente tinha 17 prostitutas ao mesmo tempo, e caiu em pecado grosseiro"?;
Isso soa exageradamente "grosseiro" para mim.
 
Eu fui repreendido, mas ficou tudo bem. Amém. Agora observe o capítulo 5. Eu queria dizer mais hoje à noite. Mas eu realmente sinto que Deus já pregou a mensagem. Apenas com os 4 testemunhos e os versículos que li.
 
Note que antes deste sermão, quatro "novos convertidos" deram testemunho de sua "verdadeira" experiência de salvação devido ao ensinamento do pastor Beckum. Estes queridos são colocados na frente da multidão a fim de continuar a ventilar as chamas de dúvida, medo e emoção que já estão bem estabelecidas nos corações e mentes dos ouvintes do pastor Beckum.
 
Vou ler mais um verso e depois vou fazer uma coisa. "Estas coisas vos escrevi a vós, os que credes no nome do Filho de Deus, para que saibais que tendes a vida eterna". Você diz irmão Beckham, eu não posso te dizer esta noite, que eu sei, que eu sei, que eu sou salvo. Não posso te dizer isso.

Quem poderia saber que eles foram salvos depois de ouvir o que o pastor Beckum pregou neste sermão e na noite anterior??? Ele afetou de forma efetiva a experiência de salvação de cada cristão e agora ele usa impetuosamente e erroneamente I João 5:13 para dizer que se você simplesmente "não pode dizer que eu sei que eu sei que sou salvo, então você não é verdadeiramente salvo". Em outras palavras, "se você duvida de sua salvação, então significa que você nunca foi verdadeiramente salvo". Que monte de disparates não bíblicos!
Esta mesma doutrina errônea foi abraçada por muitos daqueles que testemunharam de sua experiência de conversão nas reuniões do acampamento para mim (com quem o tópico surgiu). A falsa doutrina é extremamente perigosa e gera inevitavelmente confusão doutrinal, resultando em conclusões não bíblicas. Nenhum cristão, incluindo aqueles que são espiritualmente experientes e muito maduros em Cristo, estão livres de ser enganados por suas propriedades astutas, sutis e malignas.
O que torna esta afirmação errônea do pastor Beckum ainda mais ridícula é que I João 5:13, foi escrita para negar quaisquer dúvidas que um cristão possa ter sobre sua experiência de salvação. O pastor Beckum usa o versículo para encorajar a dúvida!!! Eu não vou explicar o significado deste versículo mais adiante porque é evidentemente óbvio o que Deus pretendia com este versículo (como afirmado acima). O mau uso deste versículo, em particular, serve para reforçar o fato de que o pastor Beckum torce intencionalmente a Palavra de Deus para convencer as pessoas a serem "re-salvas".
 
Através dos corredores; agora apenas andando pelo meio de nós, eu me pergunto como Deus se sente? Veja, eu não conheço o seu coração, eu não conheço o seu espírito, eu não conheço a sua mente, mas Deus conhece. E eu me pergunto como Ele se sente quando Ele se move e olha para cada um. Eu me pergunto o que Ele está dizendo? Sim, aquele ali mesmo, eu conheço seu coração, eu sei que ele NÃO é um dos meus. Mas, às vezes, ele age como se fosse. Veja que é o que Deus está fazendo lá fora, Ele está apenas andando por aí. O que você está dizendo a Deus agora. Hã?
 
Na parte sublinhada acima, o pastor Beckum (quando você considera seu contexto) alude, mais uma vez, ao fato não bíblico de que o cristão que está lutando com o pecado não deve ser verdadeiramente salvo. Ele usa a poderosa analogia de que Deus está andando e olhando para o chamado "cristão" que está lutando com algum/alguns pecado(s) e afirmando que "ele não é um dos meus". Essa é a implicação que você deve deduzir, quando você considera seu contexto.
 
Havia uma jovem na Geórgia que foi salva recentemente, que foi salva em uma reunião como esta. Isso realmente aconteceu sob a convicção do Espírito Santo, ela disse para seu pai que estava esperando por ela, e ela disse: "Papai, o Espírito Santo está me convencendo do meu pecado; vou ir e ser salva agora. "Ele a puxou pela mão e disse" não, você não pode ir". Você diz a Deus "NÃO", você diz a Deus para deixá-la em paz. Essa garota fez o que o pai lhe disse. Quando eu ouvi essa história, meu coração simplesmente quebrou em dois, pois o pregador que estava falando conhecia a menina, conhecia o pai. Não muito tempo depois a menina ficou doente, ficou doente, ...  ela estava na cama, o médico veio e saiu da sala depois de verificar a moça, e disse ao seu pai, ele disse: "Ela não vai viver muito tempo". No dia em que esta jovem morreu, ela disse ao seu pai: "Papai, meus pés estão ficando quentes. Papai, estou com medo, papai, meus pés estão ficando quentes, estou com medo". Ele disse: "Querida, clame a Deus!", Chame a Deus!" Ela disse: "Papai, eu não posso, você me disse para dizer a Ele para me deixá-lo, e eu fiz, e eu não tenho nenhum desejo de invocar Deus. "{Longa Pausa} Eu não quero isso no meu coração.
 
O QUE!!!??? Essa é uma das histórias mais ridículas e fantasiosas que eu já ouvi um pregador dizer. Esta alegada "história" (que está cheia de erros doutrinais), é sobre uma jovem, doce, inocente garota que queria ser salva em um "encontro como este", quando seu pai lhe diz "não". Pouco tempo depois, enquanto ela fica petrificada em seu leito de morte enquanto lentamente está descendo para o inferno (pés primeiro). Ela não tem desejo de ser salva porque seu pai lhe disse "não" antes.
A dedução que o pastor Beckum está tentando esclarecer ao citar esta história absurda é que se você está tendo dúvidas sobre sua salvação (o que significa que você não é salvo, de acordo com o pastor Beckum), então é melhor você ser salvo hoje à noite ou então Deus nunca lhe dará outra chance; para você também é melhor não ser como esse pai e desencorajar alguém de querer "re-salvo". Em outras palavras, "não se atreva a questionar o que estou pregando ou então você pode acabar desencorajando alguém de ser salvo. Eles nunca terão uma segunda chance, e eles vão para o inferno". Não é nada menos do que tentar pressionar as pessoas a se aproximarem para serem "re-salvas" por deturpar Deus com alguma narrativa absurda.
O relato também se contradiz completamente, provando ainda mais seu absurdo. O pastor Beckum realmente começa a história dizendo que "havia uma menina na Geórgia que foi salva recentemente, que foi salva em uma reunião como esta" e, então, no final da história ele diz que ela não é salva, que ela não tinha "desejo de invocar Deus". [Não, isso não é um erro de transcrição da minha parte] Ela foi salva ou não foi? Se, de fato, ela foi salva, como ele afirma no início da história, toda a sua linha de pensamento (não bíblica) é destruída. Tal contradição acontece quando se exagera/mente/inventa histórias para apoiar uma agenda não bíblica. A Bíblia não apoia esse raciocínio errôneo; o pastor Beckum, portanto, é forçado a inventar experiências para afirmar o falso ensino na mente de ouvintes inocentes.
 
Há pessoas que oram o tempo todo, continuamente, irmão, o tempo todo, o tempo todo! Onde eles se certificam de que estão indo para o céu, você sabe, eu orei uma vez. Seria uma confusão ter que passar o tempo todo, "Deus me salve! Salve-me Deus, salve-me Deus, salve-me Deus, salve-me Deus!!" Oh,meus irmãos, não seria uma vida miserável.
 
Ele se refere, mais uma vez à doutrina herética: se você duvida da sua salvação, então você não é verdadeiramente nascido de novo.
 
Você está aqui esta noite, e você precisa nascer de novo. Há pregadores aqui, há senhoras aqui, homens aqui que ficariam felizes em pegar uma Bíblia e mostrar como nascer de novo. Gostaria que todos os santos de Deus, que conhecem o poder da oração, venham aqui à frente por alguns instantes. Se você é um santo de Deus, e salvo pela graça de Deus, eu quero que você venha aqui, e é isso que eu quero, que você ore. Quero que ore para que as pessoas perdidas neste lugar sejam salvas. E se você não é salvo, não venha aqui. Não faça uma exibição, porque não estamos aqui para entreter, não estamos aqui para fazer um show, mas se você vier, eu quero que você fique junto ao altar.
 
Tentando criar uma separação física entre os "falsos cristãos" e os "verdadeiros cristãos", ele está se esforçando para colocar ainda mais pressão sobre as pessoas. Isso serviria para colocar uma enorme pressão sobre aqueles que duvidam da sua salvação, porque de acordo com o pastor Beckum, eles não são verdadeiramente salvos. O cristão duvidoso é eventualmente persuadido a apenas ceder à pressão que foi criada, a fim de estar seguro, ao invés de lamentar e ir em frente (pelo menos para algo).
 
Eu quero que você venha aqui na frente, mesmo que você tenha que ir pelos corredores, e vamos derramar nossos corações por aqueles precisam ser salvos aqui esta noite. Isso mesmo, Deus abençoe seus corações. {Longa pausa} E eu percebo que só porque você está no banco, isso não significa que você está perdido, mas poderia significar isso. {Pausa} Ore, igreja! Ore se há uma pessoa perdida neste lugar, e eu tenho certeza que há.
 
Depois de fazer uma pausa para que os "verdadeiros" cristãos chegassem ao altar para rezar pelos "falsos" cristãos, ele vê que ainda há muitas pessoas nos bancos. Ele percebe que a sua recusa em avançar, de acordo com a sua instrução, indicaria que todos aqueles que estão sentados nos bancos são pessoas não salvas que parecem e agem como cristãos para com todos os outros. Então, para apaziguar aqueles que não vão à frente por algum outro motivo (ou seja, eles não concordaram com o que ele tinha dito até agora ou eram muito tímidos), ele diz: "E eu percebo que só porque você está no banco, não significa que você está perdido". Mas então, (apenas para se certificar de que ele acrescenta outro pedaço de lenha ao fogo raivoso da dúvida que ele já criou), ele diz rapidamente, "mas poderia significar isso".
 
Que eles fiquem sob convicção, curvarão a cabeça e orarão a um Deus amoroso, como a filha do jovem pregador fez na noite passada. E como o filho deste pregador fez há uma semana. Que eles engulam seu orgulho. Ore para que, ó Deus, eles engulam seu orgulho. Agora, ouçam aqui neste lugar, esta noite, você está tentando fazer tudo ao seu alcance para tirá-lo da sua mente, mas deixe-me dizer-lhe que uma vez que o Espírito Santo começa a convencê-lo, ele vai convencê-lo. Se você está aqui à noite, e você diz: 'Pregador, ore por mim, eu não sou salvo, eu preciso ser salvo. - Você faria isso? {Pausa} Você faria isso?
 
Tenho aludido ao uso constante do "engolir seu orgulho" nas afirmações anteriores do pastor Beckum. Alguns cristãos que têm um sentimento incômodo sobre o que está sendo dito pelo pastor Beckum (contudo foram afetados emocionalmente pelo erro) estão sendo convencidos por ele que sua inquietação e confusão é simplesmente seu orgulho. Eles são pressionados a "engolir" e chegar à frente para serem "re-salvos".
 
Oh! Você precisa ser salvo filho! Existe um pregador que possa atender esse jovem? Este jovem precisa ser salvo. {Pausa} Levante a sua mão e eu vou arranjar alguém para ir até você.
 
Suponho que ele vê um adolescente chorando. Sua emoção, aos olhos do pastor Beckum, indica que ele precisa ser salvo! Isso é toda a sua mensagem: apresentação de testemunhos de santos altamente respeitados que foram infectados com o seu falso ensino, histórias ridículas e estatísticas, propagação de falsas doutrinas através do uso indevido da Palavra de Deus e então usar as emoções agitadas resultantes como um canal para persuadir os cristãos a serem "re-salvos".

Se está no banco, ou aqui. Pessoas estão sendo quebrantadas, sobre a pura Palavra de Deus que foi lida para vocês esta noite. Eu não disse muita gente, exceto dos que leem a Bíblia. Que tal? Se você está perdido, por favor, engula esse orgulho.
 
Perdão??!! Ele disse muito, a maioria das quais questionaram o que ele leu nas Sagradas Escrituras!
 
Deixe Deus entrar em seu coração. Oh! Querida senhora, querida senhora, ouça o irmão Beckum, engula seu orgulho esta noite. Se você é como esses outros na multidão, engula esse orgulho. Você faria isso? Você é como aquele irmão? Venha que Deus retribui. Oh! O Espírito Santo de Deus está se movendo por toda parte!! Não há dúvida. Eu nem sequer vou dizer ilustrações assim. Ouça, os homens estão se movendo, as senhoras estão se movendo, Oh !, Escute, .... Isso é certo, isso mesmo, ... .. Deus, o Espírito Santo está se movendo.
 
Ele soa exatamente como aqueles evangelistas de televisão pentecostais, e ele continua a dizer muito sobre NADA (além da retórica emocional) em um esforço para pressionar mais pessoas para que sejam "re-salvas".
 
Eu estava assistindo, como eu estava ontem à noite, eu estava assistindo algumas dessas jovens senhoras e rapazes, alguns deles estão aqui esta noite, clamando a Deus! Algumas das senhoras estão aqui, clamando a Deus, alguns dos homens estão clamando a Deus, alguns dos jovens estão clamando a Deus. Oh! Você viria? Você seria obediente? Você seria obediente a Deus? Não minta para Deus. Deus sabe onde você está. Deus sabe onde você está. Ele sabe se você está apenas brincando de igreja. Oh! Venha agora. Venha agora. {Longa pausa} Pessoas estão orando. Agora, volte para o seu banco agora e curve sua cabeça e vamos continuar em um espírito de oração, as pessoas estão sendo tratadas em todo o lugar. As pessoas estão sendo tratadas. Seja honesto. Não tente esconder nada. Seja honesto na casa de Deus esta noite. Você diz, pregador é difícil para eu ser capaz de admitir que eu não era nascido de novo pela graça de Deus. Você ouviu os testemunhos hoje à noite. Como eles ficaram contentes porque engoliram seu orgulho. Amém. Oh! {Longa pausa} Amém. Quando as pessoas andam pelo corredor e dizem que eu tenho que falar com alguém, eu tenho que falar com alguém para Deus, Deus está se movendo. Fazendo algumas coisas. Jovem senhora, onde você está? O que está acontecendo? Deus está falando ao seu coração! Jovem, você está apenas tentando brincar com Deus? Hã? Deus está se movendo. Espírito Santo de Deus. Jovens. Casais de meia idade, homens jovens, oh Deus! Veja, quando está funcionando, você não precisa pressionar as pessoas. Porque isso simplesmente acontece.
 
Ele deve estar brincando!!! Ele diz: "veja, quando está funcionando você não precisa pressionar as pessoas, porque simplesmente acontece"; contudo, como você poderia descrever o que ele está fazendo?! Pastor Beckum está pressionando as pessoas com um tipo de hiper emocionalismo pentecostal e de acusações de culpa que são absolutamente desprovidas de qualquer autenticidade bíblica.
 
Oh glória, Oh Deus, Oh, Oh, Oh glória. {Pausa} Bem, Deus se apoderou deste culto e Ele está fazendo conversões por todo este lugar, Por favor, permita que o Espírito Santo fale. Não viva uma mentira. Não viva sua vida lutando. Basta dizer que tenho sido um membro da igreja todos esses anos, mas eu nunca me lembro, realmente me lembro de chamar o nome de Deus para me salvar. Gente, se você nunca se lembrar realmente disso, eu não acho que você possa ter nascido de novo. Eu lhes pedi que viessem e me dissessem, pregador, eu me lembro de ir ao altar, lembro-me de clamar, lembro de ter feito tudo, mas nunca me lembro de pedir a Deus para me salvar. Bem, se você não pediu a Deus para salvá-lo, você não é salvo. Todo aquele que invocar o nome será salvo. As pessoas ainda estão sendo tratadas em todos os lugares, parece, apenas em todo o auditório. Basta sair do seu banco, sair do seu banco, o irmão Beckum irá ajudá-lo, alguns dos pregadores vão, esposas de pregadores estão ocupadas com isso.
 
Ele continua a apresentar seus ouvintes com histórias ridículas e emotivas como "Eu lhes pedi que viessem e me dissessem, pregador, eu me lembro de ir ao altar, lembro-me de clamar, lembro de ter feito tudo, mas nunca me lembro de pedir a Deus para me salvar.". Estas pessoas alegadamente vão ao altar para serem salvas e então esquecem de pedir a Deus para salvá-los .... por favor! Ele também afirma "não viva sua vida lutando", insinuando mais uma vez a falsa doutrina de que um "verdadeiro cristão" não lutará com o pecado em sua vida.
Eu fui salvo quando eu tinha 5 anos de idade, e eu não poderia dizer exatamente o que eu disse ou a data exata que eu disse isso. Tudo o que eu lembro é que minha mãe me levou ao Senhor e que eu reconheci que eu era um pecador e que eu precisava de Jesus Cristo para me salvar da danação eterna. Sentindo o peso dos meus pecados, coloquei minha fé e confiança em Sua obra consumada. Desde aquele ponto até este sempre fui salvo e sempre serei. Eu falhei com o meu Deus de muitas maneiras no passado e sabendo quão fraca minha carne é, continuarei a falhar repetidas vezes no futuro. Eu só confio e oro que por Sua força, minhas falhas em Cristo continuarão a diminuir e meu amor e obediência a Ele continuará a crescer. No entanto, se no futuro falhar em cumprir os objetivos mencionados acima, e eu cair no mais vil pecado, eu ainda vou ser salvo! ! Eu pagarei caro pelos pecados, agora e na eternidade (perda de galardões), mas o pilar maravilhoso da verdade na salvação é que eu vou ser SEMPRE um filho do Deus Vivo, não importa o que eu faça, diga ou pense!
Nunca pense que porque você não tem uma data específica e tempo memorizado sobre sua experiência de conversão que você não deve realmente ser salvo. Você deve definitivamente ser capaz de recordar alguns detalhes sobre o evento, mas certamente nem todos os pequenos detalhes, especialmente se você foi salvo quando era muito jovem. Se você acha que não é verdadeiramente salvo, Deus convencerá seu coração de seu estado perdido quando você ouvir o evangelho puro e não adulterado que está sendo apresentado ou quando você o lê de Sua Palavra. Não deixe que um pregador como o pastor Beckum o convença que você não é salvo com base em palavras vazias, sem valor, enganosas. Vá para o Livro que é "mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito ... e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração" (Hebreus 4:12). Não se preocupe, se você não for salvo, o Espírito Santo de Deus certamente revelará esse fato para você, sem sombra de dúvida (Romanos 8:16). APENAS CERTIFIQUE-SE DE QUE SUA CONCLUSÃO DE QUE VOCÊ NÃO É VERDADEIRAMENTE SALVO NÃO FOI INFLUENCIADA POR QUALQUER COISA, MAS PELA PALAVRA PURA, NÃO ADULTERADA DE DEUS. Se alguém tenta dar-lhe qualquer "conselho espiritual" sobre a salvação que pareça contradizer o que você leu da Palavra de Deus ... CORRA; E leia a Bíblia por si mesmo.
 
Algumas vezes é um pouco mais fácil desta maneira, você diz, irmão Beckum, ore por mim. Eu não vou embaraçá-lo, eu não vou até você depois do culto. Diga irmão Beckum, eu preciso que você ore. Eu sou um cristão, mas não estou vivendo direito. Há alguém assim? Pregador, sim, sou cristão, mas não estou vivendo como deveria. Você está negando o Senhor. Você pode apenas querer sair de seu lugar e vir até aqui, não tem que ser agora, mas se você quiser, venha aqui e vamos orar.
 
Parabéns ao pastor Beckum; pela primeira vez (salvo a oração de abertura) ele realmente reconhece a possibilidade de um cristão não estar vivendo como deveria. No entanto, ele voltou a bater o mesmo tambor após suas três sentenças sobre o assunto.
 
Você diz, pregador, eu estou perdido, mas eu estou aqui em cima, apenas ore por mim. Você levantará sua mão. Vou orar por você. Eu não vou olhar para você. Mas eu vou orar por você, eu prometo que vou orar por você. Alguém assim? Pregador, ore por mim. Gente está sendo tratada por toda essa congregação, venha agora, apenas seja honesto. Vou orar por você se você levantar a mão. Oh Deus. Seu espírito está vindo. {murmúrios} Nós ouvimos esta noite. Deus, o Espírito Santo, entrou e fez algumas coisas maravilhosas, ainda está fazendo algumas coisas maravilhosas, eu acho que o que precisamos fazer é ficarmos quietos e ouvir o Senhor. Não vamos tentar nos mexer agora. As crianças não estão se mexendo, você tem sido tão bom esta semana. Oh! Oh, abençoe seu coração! (murmúrios). Você vê que esta é a maneira que Deus trabalha. Apenas um aqui e outro lá. Oh! Isso é incrível. Isso é incrível. Tudo isso é incrível. Você está fazendo o que você precisa fazer? Você está apenas tentando viver uma mentira e apenas tentando viver uma vida cristã e não está funcionando. Para cima e para baixo e para cima e para baixo e para dentro e para fora. Apenas se entregue a Deus. Se entregue a Ele. Está certo. {Longa pausa} {murmúrios} {longa pausa} Quero, quero que você ouça por um minuto. O irmão Chris foi salvo, eu quero que você ouça sua mãe. (Choros são ouvidos).
 
Se você ouvisse a fita, a parte dessa retórica emocional que ele está derramando quase soa assustadora; isso me deu calafrios quando eu ouvi.
[Uma senhora falando/chorando; começa a dar seu testemunho...]
 
[Um pastor da igreja está falando agora ...]
Eu nunca imaginei que estaria em uma situação de dizer que gostaria de saber se você é salvo. Muitas vezes eu pensei sobre os anos em que ocorreram coisas que às vezes me faziam pensar (emocionado). Eu apenas orei para que Deus trabalhasse em seu coração e lhe desse paz real. Eu sabia que ela seria perturbada quando Chris fizesse uma profissão de fé. Eu senti (choro - fala quebrada) Estou tão feliz que você encontrou a paz. Deus é tão bondoso e é tão bom. O orgulho é tão feio. Eu me lembro quando eu era criança, nós costumávamos ir a um celeiro, e eu costumava ver as aranhas no canto das janelas fazer suas teias e pegar moscas. Eu as vi muitas vezes enquanto estava no celeiro. Uma mosca voava para a teia e se enrolava e enrolava e enrolava até que não podia mais voar e isso é o que o orgulho faz. É feio e é tão perverso, é tão forte, é tão forte. Eu desafio a qualquer outra pessoa aqui esta noite, não deixe o orgulho mantê-lo longe da realidade de uma vida real em Cristo. Deus é real. Não fique satisfeito com algum substituto, ou alguma falsificação, conhecer a realidade do Deus vivo, vivendo em você. Cristo em você, a esperança da glória. Conheça a realidade. Alguém mais à noite sem a realidade? Eu o desafio, deixe o Espírito de Deus falar ao seu coração e vida e atraí-lo para Cristo. Eu desafio você. Tenha uma paz real, tenha uma vida real para viver. Tenha um testemunho real para dar. Tenha o Filho dado por Deus. Você virá e receberá este dom precioso da salvação. Eu desafio você. Deus te abençoe.

[Pastor Freisen falando agora ...]
 
O velho metodista costumava ter o ditado que precisamos "orar sem cessar". Fanny Crosby chegou ao altar e tentou orar sem cessar, orar sem cessar e ela não tinha ninguém para ajudar. Ela precisava de um Filipe, como o etíope precisava de Filipe. Acho que às vezes você não pode, ainda ontem à noite, alguns simplesmente se aproximaram, e pediram ao Senhor para salvá-los e eles tiveram paz, eles foram salvos. Alguns vieram à frente hoje à noite, e ainda não conseguiram. Você pode precisar orar a noite toda. (Pausa) O quanto você quer isso? (Pausa) Alguém mais quer vir? Você foi salvo? Alguém mais? Eu não sei sobre você, mas eu sinto um bem REAL. Você queria ter alguns testemunhos. Nós temos um aqui, irmão, você queria isso. Alguém quer vir? (Longa pausa).
 
Aqui está Atos 8:26-39:
E o anjo do Senhor falou a Filipe, dizendo: Levanta-te, e vai para o lado do sul, ao caminho que desce de Jerusalém para Gaza, que está deserta.
E levantou-se, e foi; e eis que um homem etíope, eunuco, mordomo-mor de Candace, rainha dos etíopes, o qual era superintendente de todos os seus tesouros, e tinha ido a Jerusalém para adoração,
Regressava e, assentado no seu carro, lia o profeta Isaías.
E disse o Espírito a Filipe: Chega-te, e ajunta-te a esse carro.
E, correndo Filipe, ouviu que lia o profeta Isaías, e disse: Entendes tu o que lês?
E ele disse: Como poderei entender, se alguém não me ensinar? E rogou a Filipe que subisse e com ele se assentasse.
E o lugar da Escritura que lia era este: Foi levado como a ovelha para o matadouro; e, como está mudo o cordeiro diante do que o tosquia, Assim não abriu a sua boca.
Na sua humilhação foi tirado o seu julgamento; E quem contará a sua geração? Porque a sua vida é tirada da terra.
E, respondendo o eunuco a Filipe, disse: Rogo-te, de quem diz isto o profeta? De si mesmo, ou de algum outro?
Então Filipe, abrindo a sua boca, e começando nesta Escritura, lhe anunciou a Jesus.
E, indo eles caminhando, chegaram ao pé de alguma água, e disse o eunuco: Eis aqui água; que impede que eu seja batizado?
E disse Filipe: É lícito, se crês de todo o coração. E, respondendo ele, disse: Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus.
E mandou parar o carro, e desceram ambos à água, tanto Filipe como o eunuco, e o batizou.
E, quando saíram da água, o Espírito do Senhor arrebatou a Filipe, e não o viu mais o eunuco; e, jubiloso, continuou o seu caminho.
As declarações sublinhadas do Pastor Freisen acima são muito perturbadoras. Sua declaração de que "O velho metodista costumava ter o ditado que precisamos "orar sem cessar" [pela salvação]" é completamente contrário à Escritura, como já provado. Você não precisa passar pela agitação emocional, nem passar por consternação ou "orar sem cessar [salvação]" para receber Jesus Cristo como seu Salvador. Em seguida, o pastor Freisen afirma que "Fanny Crosby chegou ao altar e tentou orar sem cessar, orar sem cessar e ela não tinha ninguém para ajudar. Ela precisava de um Filipe, como o etíope precisava de Filipe". Em primeiro lugar, comparar a suposta luta de Fanny Crosby para alcançar sua salvação com o etíope que foi levado ao Senhor por Felipe é grosseiramente impreciso e enganador.
O relato de Filipe e do eunuco etíope (que você acabou de ler acima) pode ser resumido da seguinte forma: Filipe é guiado pelo Espírito de Deus para se aproximar de uma carruagem onde ele encontra um etíope fazendo uma leitura do Antigo Testamento. Filipe pergunta se ele entende o que está lendo, e o etíope responde pedindo mais esclarecimentos a ele. Filipe se junta a ele em seu carro, e enquanto viajam, ele "pregou a Jesus". Assim que o etíope entendeu o evangelho, ele quis ser batizado, porque em seu coração já havia depositado sua fé e confiança em Jesus Cristo. Ele vê água e pergunta a Filipe "o que impede que eu seja batizado?" Ao que Filipe responde: "É lícito, se crês de todo o coração" (Filipe queria ter certeza de que o etíope estava realmente salvo antes que ele o batizasse). O etíope responde: "Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus". Ele foi imediatamente batizado por Filipe, então "o Espírito do Senhor arrebatou a Filipe, e não o viu mais o eunuco". O versículo 39 afirma então que "[o etíope] jubiloso, continuou o seu caminho".
O Pastor Freisen então diz: "Acho que às vezes você não pode", referindo-se à falsa noção de que nem sempre é possível obter imediatamente a salvação, mesmo que você queira. Ele continua; "No entanto, ontem à noite, alguns simplesmente se aproximaram e pediram ao Senhor para salvá-los e eles tiveram paz, eles foram salvos. Alguns vieram à frente hoje à noite, e ainda não conseguiram. Você pode precisar orar a noite toda. (Pausa) O quanto você quer isso?" Isso é heresia. Você não precisa "orar toda a noite" para obter a salvação!! E não é uma questão de "o quanto você quer"!! Ou você entendeu que era um pecador e colocou sua fé e confiança na obra consumada de Jesus Cristo, desejando deixar seus pecados ou não. Você não tem que convencer a Deus de que VOCÊ REALMENTE quer aceitar o seu DOM de salvação!!!!! Esta é apenas uma repetição do que o pastor Beckum pregou. Eu espero (pelo que sei do Pastor Freisen) que ele realmente quis dizer o que ele disse. Se ele refletiu em suas palavras e as comparou com as Escrituras, creio que ele veria seu erro. Suponho que, no calor do momento, ele disse essas declarações porque ele estava influenciado pelo falso ensino do pastor Beckum.
 
[Pastor Freisen fala novamente ...]
 
Talvez alguns de vocês estão preocupados com o fogo selvagem. Estou mais preocupado em não haver fogo.
 
Essa é uma preocupação muito sábia à luz do que aconteceu e eu preferiria ver "sem fogo" do que o "fogo selvagem" que o pastor Beckum realmente criou.
 
Você sabe que se fosse na igreja hoje isso assustaria você. Eu havia recebido uma ligação de Michigan. O filho de um pregador, não era um garoto, ele é casado e tem uma família. Ficou viciado em internet e pornografia desde que ele tinha quatorze anos. Agora ele teve dois filhos, sua esposa descobriu, está à beira do divórcio, e eles dirigiram todo o caminho até Tilsonburg, e nós começamos a aconselhá-los, para ir reconstruindo o casamento, e eles vão fazer isto pela graça de Deus. Como um garoto ele tinha esse desejo, ele era salvo, ele sabia que não deveria estar fazendo isso, mas isso pegou como um gancho nele, se amarrou nele. E tu verás, e com as cordas do teu pecado. Talvez seja você hoje à noite. O que você quer fazer sobre isso? Agora você está convencido, por que você não lida com isso? Você diz, o que as pessoas diriam? As pessoas vão descobrir mais cedo ou mais tarde como. Você sabe que eu descobri há algum tempo, que Deus não se surpreende quando pecamos. Porque Ele fez provisões para o nosso pecado. Ele está apenas surpreso que nós não façamos algo sobre isso, por causa do sangue de Jesus, Amém? Estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo.

AMÉM, AMÉM E AMÉM novamente!!!! Nestas poucas frases curtas, o pastor Freisen dá mais verdade (o que faz muito sentido ao cristão porque se alinha corretamente com a Bíblia) do que os dois sermões anteriores que o pastor Beckum pregou. Pastor Freison também completamente e corretamente CONTRADIZ o que o pastor Beckum já disse, especificamente no que diz respeito ao casado, um homem salvo (filho de um pastor) que tinha sido "viciado em internet [sujeira] e pornografia desde que ele tinha quatorze anos". Observe que o pastor Freison afirma que este homem foi realmente SALVO, mesmo durante os seus muitos anos (mais de uma década) de cometer um grande PECADO HABITUAL.
Agora, vou citar de novo a resposta do pastor Beckum a uma situação semelhante que ocorreu na vida de quatro diferentes pregadores amigos dele:
 
Quatro dos meus amigos pregadores caíram por causa da imundícia internet no ano passado. Deixaram suas esposas e filhos, por alguém que nem sequer tinham conhecido. Alguém me perguntou, irmão Beckum, você acreditou que esses homens nasceram de novo? Bem, depois de verificar, eles estavam fazendo isso por anos e anos e anos. Se não na internet, através da imundícia das revistas. Eu fiz uma declaração ousada. Eu disse: "Não, senhor, pela autoridade deste livro, o livro de I João, aqueles homens NÃO PODERIAM ter nascido de novo".

É bastante evidente que o pastor Beckum e o pastor Freisen tem posições doutrinárias completamente opostas sobre a possibilidade do pecado na vida de um crente nascido de novo. Pastor Freison, é claro, está correto, como ele prova a sua convicção ao usar corretamente I João 2:1. Pastor Beckum, no entanto, está completamente errado sobre esta doutrina e muitas outras, que ele demonstrou convenientemente ao longo destes dois sermões.
Note também como a vida deste homem casado é paralela ao filho pródigo; Ele cresceu em um lar piedoso e cristão (eu suponho); ele começa a flertar com a luxúria da carne; ele comete este pecado por anos e, eventualmente, ele o aprisiona, quase destruindo sua família. Assim como o filho pródigo descobriu, o pecado é divertido por um tempo, e então colhe suas inevitáveis terríveis consequências. O filho de Deus finalmente percebe a futilidade de continuar a cometer o pecado e volta aos braços abertos de seu Pai celestial, pedindo perdão. Deus em sua abundante misericórdia e longanimidade, cuida amorosamente de Seu filho (às vezes através de homens de Deus como pastor Freison), e eles novamente têm a paz e a felicidade que acompanha uma caminhada íntima com Deus. Sim, o pecado sempre deixa cicatrizes que terão que ser tratadas para o resto da vida de sua vítima, mas Deus remove o(s) pecado(s) tão longe de Sua mente que ele compara a distância entre leste e oeste (Salmo 103:12). Quão amoroso e misericordioso é nosso Pai celestial!!! Lamentações 3:21,22 diz: "Disto me recordarei na minha mente; por isso esperarei. As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim".
 
Alguém quer dar uma palavra de testemunho de que Deus pode fazer algo em sua vida, e deixar que o Senhor faça o Seu caminho? Não terminamos, mas acho que Deus nos deu início, não foi? Nos corações e nas vidas. E orem por estes, venha Diane, se você está chegando.
 
Um Cavalheiro: "Eu fui salvo esta noite. Eu pensei que eu era salvo ... .. etc "[Mais testemunhos.]

Fim da segunda parte

 


ÍNDICE
Prefácio e Introdução Antecedentes Minha Conduta Pessoal desde os Acampamentos Minha Resposta aos Argumentos Não Bíblicos Pastor Benny Beckum: Você é Realmente Salvo? Parte I Pastor Benny Beckum: Você é Realmente Salvo? Parte II
Pastor Benny Beckum: Você é Realmente Salvo? Parte III Conclusão O Que Deus Espera que a Igreja Faça Agora? Considerações Finais

Uma refutação a esta obra

Minha resposta à refutação


Discernimento Bíblico - www.discernimentobiblico.net