QUASE INDUZIDO

"Por pouco me queres persuadir a que me faça cristão!" Atos 26:28
 
Letra: Philip Paul Bliss
Música: Cæ­sa­rea

"Aquele que está quase convencido, está quase salvo, e ser quase salvo é estar totalmente perdido", foram as palavras com que o reverendo Brundage terminou um dos seus sermões. Philip Paul Bliss, que estava na platéia, ficou muito impressionado com o pensamento, e imediatamente começou a composição daquela que seria uma de suas canções mais populares.

Um dos momentos mais impressionantes que este hino foi cantado foi no Salão Agrícola, em Londres, em 1874, quando o Sr. Gladstone estava presente. No final do sermão o Sr. Moody pediu para a congregação curvar a cabeça, enquanto eu cantava "quase induzido". O silêncio prevaleceu por toda a platéia de mais de quinze mil pessoas, como almas que estavam fazendo suas decisões por Cristo.

Quase induzido a crer em Jesus,
Quase induzido a andar na luz!
Não queiras replicar:
'Quando tiver vagar,
Espero então chegar para Jesus!'

Quase induzido! Ó coração!
Quase induzido! Faz decisão!
Hoje, o bom Salvador,
Com voz de terno amor,
Convida o pecador: 'Escuta e vem!'

Quase induzido! Decide Já!
Quase induzido! Tarde será!
Quase te enganará,
Quase não servirá,
Quase te lançará na perdição!

Philip Paul Bliss
1838-1876
Nascimento: Condado de Clearfield 09 de julho de 1838, Pensilvânia.
Falecimento: 29 de dezembro de 1876, Ashtabula, Ohio. Bliss e sua esposa morreram em um trágico desastre causado por um colapso da ponte por onde o trem em que estavam passava. Ele sobreviveu ao impacto inicial, mas voltou para as chamas na tentativa de resgatar sua esposa.

Sepultamento: Os restos mortais recuperados do desastre em Ashtabula foram colocados em uma vala comum marcada por um cenotáfio no cemitério de Ashtabula. Um cenotáfio em memória de Bliss também foi erguido no cemitério de Roma, Pensilvânia em 17 de julho de 1877.

Na noite antes do terrível acidente ferroviário em Ashtabula... ele disse para a plateia: "Eu não poderei passar por este caminho novamente", em seguida, ele cantou o solo, "I'm Going Home Tomorrow" (eu estou indo para casa amanhã). Este fato se mostrou profético de sua própria ida para o lar celestial.

Suas obras incluem:
The Charm (Cin­cin­na­ti: John Church & Co., 1871)
The Song Tree, 1872
The Sun­shine, 1873
The Joy, 1873
Gospel Songs (Cin­cin­na­ti, Ohio: John Church & Co., 1874)
Gospel Hymns and Sac­red Songs, com Ira San­key (New York: Big­low & Main, 1875)
 
Traduzido por Edimilson de Deus Teixeira
Fonte: The Cyber Hymnal

Discernimento Bíblico - www.discernimentobiblico.net