DIRETRIZES BÍBLICAS PARA A MÚSICA CRISTÃ - PARTE 2

(autor desconhecido - fonte: www.av1611.org)

A MENSAGEM DA MÚSICA CRISTÃ DEVE SER CLARA - NÃO PODE SER VAGA OU IMPRECISA

A Bíblia diz em 1 Coríntios 14:15:
"Orarei com o espírito, mas também orarei com o entendimento; cantarei com o espírito, mas também cantarei com o entendimento". I Co 14:15.
A mensagem da música cristã deve ser clara, não pode ser vaga ou imprecisa. A música cristã deve glorificar ao Senhor e – o ouvinte deve entender claramente a mensagem.   
O apóstolo Paulo não usou de quaisquer subterfúgios, ele sempre procurou ter a certeza de que:
"Tendo, pois, tal esperança, usamos de muita ousadia no falar". II Co 3:12. 
"A minha palavra, e a minha pregação, não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração de Espírito e de poder". I Co 2:4.
Paulo alertou contra "palavras persuasivas", tal como a música gospel usa:
"E digo isto, para que ninguém vos engane com palavras persuasivas". Cl 2:4.
A maior parte da música gospel é vaga, ou é cantada em um estilo mundano-carnal-vulgar. E ainda chamam Jesus Cristo como "ele", "você", "eu", etc. Artistas gospel querem apelar ao mundo (para vender seus albun$ e ter lucro$!) usando suas táticas vocais. Eles não se saem bem dizendo o que significa – mas eles normalmente põem o suficiente destas táticas em sua "agenda oculta" para vender seus albun$ para os cristãos.
Em algumas de suas músicas eles explicam em forma escrita ao invés da forma de composição – porque quando você as ouve – é uma total bobagem!
 
A MÚSICA CRISTÃ DEVE ENFATIZAR A MENSAGEM – NÃO A MÚSICA NEM O MÚSICO

A Música Cristã deve dar TODA a atenção e glória ao Senhor – e NENHUMA a música ou ao musico, ou cantor. Ao Senhor deve ser dada TODA a glória, TODA e honra e TODO o louvor. Espiritualmente falando, o músico cristão deve ser ouvido, mas não visto – o músico cristão deve estar escondido em Cristo.
A Música Cristã deve enfatizar e glorificar o Senhor – não a música nem o músico.
"Cantai a glória do seu nome; dai glória ao seu louvor". Salmos 66:2.
Os músicos cristãos de hoje estão de tal modo empenhados em impactar o mundo com a sua "música" que a mensagem fica sem sentido. Uma grande quantidade de música cristã (especialmente com as gravações que as acompanham) é uma "performance" ao invés de uma mensagem. A "performance" destrói completamente a mensagem tomando toda a atenção para a pessoa ou para a música. Consequentemente, a música "rouba" do Senhor qualquer louvor e de uma perpectiva cristã é uma coisa infrutífera.
Lamentavelmente, muitos músicos (e isto não é limitado a músicos gospel) são como aqueles que o Senhor Jesus falou em João 12:
"Porque amavam mais a glória dos homens do que a glória de Deus". João 12:43.
Muitos dos músicos cristãos de hoje são mais animadores do que ministros. Uma grande quantidade de músicos (e isto não se limita a música gospel ou ao rock cristão) está mais interessada em impressionar sua audiência e exibir seu talento musical do que ministrar. Você não pode cantar para "agradar ao homem" e cantar para o Senhor. É uma coisa ou outra.
"Porque, persuado eu agora a homens ou a Deus? ou procuro agradar a homens? Se estivesse ainda agradando aos homens, não seria servo de Cristo". Gl 1:10.
Música Cristã não é entretenimento. Música Cristã é alimento espiritual. A Música Cristã verdadeira admoesta, enquanto glorifica ao Senhor.
"A palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria, ensinando-vos e admoestando-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando ao Senhor com graça em vosso coração". Cl 3:16.
Música Cristã vem de uma alma regenerada, não de uma voz. Belas vozes são de pouco valor. Mas almas regeneradas são "muito mais preciosas do que o ouro". Eu lembro das vezes em que observava músicos cristãos que em suas apresentações alcançavam de forma perfeita as execuções das musicas – porém Deus não estava ali. E também tinha visto, muitas vezes, apresentações solo onde a pessoa não conseguia cantar direito – mas Deus estava com ela – e era glorificado assim!
Música Cristã não é entretenimento, nem um show de talentos, nem performance ou concerto –mas um ministério SÉRIO para o Senhor. 
Dr. Frank Garlock, é autor de vários livros sobre a música crista e também instrutor de música cristã por mais de 40 anos.  Dr. Garlock escreveu em seu livro, Music in the Balance:
"Contrariamente a opinião popular, a música sacra não é para entretenimento. Música Cristã é em primeiro lugar e principalmente um veículo para louvar e glorificar ao Senhor" (Garlock, Frank & Woetzel, Kurt, Music in the Balance, Majesty Music, 1992 p.54).
 

A MÚSICA CRISTÃ DEVE ENFATIZAR A MENSAGEM – NÃO A MÚSICA NEM O MÚSICO

MÚSICA CRISTÃ É NA IGREJA LOCAL – NÃO É EM SALAS DE CONCERTO, NEM EM CLUBES NOTURNOS

O LUGAR DE ADORAR E TER COMUNHÃO COM DEUS É NA IGREJA LOCAL


"Louvai ao SENHOR. Cantai ao SENHOR um cântico novo, e o seu louvor na congregação dos santos". Salmos 149:1.
"Então declararei o teu nome aos meus irmãos; louvar-te-ei no meio da congregação". Salmos 22:22.
"Dizendo: Anunciarei o teu nome a meus irmãos, Cantar-te-ei louvores no meio da congregação". Hb 2:12.
Embora haja exceções, o lugar principal para a Música Cristã (excluindo gravações, cd’s) é na igreja. Os artistas gospel justificam suas performances em locais mundanos como auditórios e clubes noturnos dizendo que estão tentando "alcançar os perdidos". É claro que ao mesmo tempo eles cobram cachês para se apresentarem e raramente, ou melhor, nunca – o Senhor Jesus Cristo, ou o inferno, ou o pecado ou algo sobre "doutrina da salvação" é falado para ganhar alguma alma!
Uma grande parte dos artistas gospel raramente fazem suas performances em igrejas. Quando o fazem é tido como um "concerto somente", uma coisa menor do que o ministrar em uma igreja.
A maior parte dos artistas gospel realizam seus "shows" em auditórios, salas de concerto, até mesmo alguns deles se apresentam em mundanos clubes noturnos.

A MÚSICA CRISTÃ DEVE SER ALIMENTO PARA O ESPÍRITO – NÃO PARA A CARNE

A vida cristã é uma vida espiritual.
Um cristão é novamente nascido através do Espírito.
"O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito. Não te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo". João 3:6-7.
Um cristão deve andar no Espírito:
"Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne". Gl 5:16.
Deus é Espírito – e se deve adorá-lo em espírito.
"Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade". João 4:24.
A Música Cristã deve ser espiritual – não carnal.
"...cantarei com o espírito, mas também cantarei com o entendimento". I Co 14:15.
Os artistas gospel muitas vezes falam em alto e bom som que "a Bíblia não dá qualquer diretriz para a música cristã. Este é um assunto de gosto e de preferência pessoal". Quando confrontados com Efésios 5:19 e Colossensses 3:16,  eles inesperadamente olham para estas passagens como se fosse a primeira vez. É importante para o Senhor observá-la bem. A Bíblia lista três tipos específicos de musicas cristãs; salmos, hinos e cânticos ESPIRITUAIS. E certamente a música e o rock gospel não são salmos, nem hinos, nem cânticos espirituais!

O ROCK E A MÚSICA GOSPEL SÃO MUSICAS CARNAIS!

A Música Cristã deve alimentar o espírito – NÃO A CARNE

"Falando entre vós em salmos, e hinos, e cânticos espirituais; cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração". Ef 5:19.
"A palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria, ensinando-vos e admoestando-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando ao Senhor com graça em vosso coração". Cl 3:16.
O cristão já "crucificou a carne".
"E os que são de Cristo crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências". Gl 5:24.
O ESPÍRITO e a CARNE são contrários um ao outro e se opõem. Eles são inimigos.
"Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro,..." Gl 5:17.

Isto não pode ser mais claro – Música Cristã deve alimentar o ESPÍRITO – NÃO A CARNE

E o rock gospel (e a música gospel) é da CARNE

Não há duvida – o rock é da CARNE. É CARNAL. Isso é porque o mundo "ama" este tipo de música. O mundo não ama as coisas espirituais – "Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente". (I Co 2:14) – mas o que é CARNAL. E é por isso que o mundo "ama" essa música.
Alguns "testemunhos" sobre isto:

"Mas o rock tem apenas um apelo sexual, um apelo selvagem, para o desejo sexual – não o amor, ou o sentimento sexual normal, mas desejo sexual rude e animalesco". (Bloom, Alan, The Closing of the American Mind, Simon & Schuster, 1987 p.73).

"Os admiradores do rock querem que o seu apelo seja  atraente fazendo-o  respeitável. O fato é que não pode ser feito. O rock é atraente apenas porque é vulgar, ...o rock é a quinta-essência da vulgaridade. É grosseiro, aberrante e insípido". (Pattison, Robert, The Triumph of Vulgarity, 1987, preface, p.4).

O rock e qualquer música nesse estilo – é da CARNE! Você pode se intitular "cristão", mas se não mudou sua natureza – ainda está na CARNE. Você pode ser uma "doce" estricnina, mas se não foi feito nova substância – ainda é VENENO.

O QUE É A MÚSICA ROCK?

Qual é a principal característica da música rock? O que a faz diferente de outros estilos musicais? Porque o rock apela para a carne? O que o rock possui que toma conta da música do mundo?
Para responder corretamente a essas questões examinemos os componentes da música. A música é composta de três componentes principais: melodia, harmonia e ritmo. Se um desses componentes estiver ausente, então não há música, há apenas barulho.

Melodia:
O dicionário Webster's define melodia como: 1. som agradável; música 2. O tema principal de uma composição musical. 3. Um tom; canção (The Grosset Webster Dictionary, p. 372).
A melodia é a principal parte da música. Melodia é o tema das canções. Sem a linha de melodia não há música. Melodia é a linha horizontal das notas que seguem a partitura da música.
Eis algumas citações de músicos famosos sobre a melodia:
"Melodia é a coisa principal; harmonia é plenamente útil para cativar o ouvido". Joseph Haydn (Wordsworth Dictionary of Musical Quotations, p. 15).
"Três coisas fazem parte de uma composição, primeiro de todas: a melodia; depois melodia novamente; então finalmente, pela terceira vez, melodia". Salomon Jadassohn (Wordsworth Dictionary of Musical Quotations, p. 15).
"Melodia é a verdadeira essência da música". Wolfgang Amadeus Mozart (Wordsworth Dictionary of Musical Quotations, p. 16).

Harmonia:
O dicionário Webster's define harmonia como: agradável extensão do som. Uma sucessão de acordes.  (The Grosset Webster Dictionary, p. 281)
Harmonia é quando duas ou mais notas são tocadas ao mesmo tempo. Harmonia adiciona profundidade a linha da melodia. Harmonia é a base para a formação dos acordes. Harmonia é a linha vertical onde as notas se encontram na partitura da música.

Ritmo:
Nosso amigo Webster define ritmo como: o padrão de timbres com referencia ao seu relativo valor de tempo. (The Grosset Webster Dictionary, p. 490)
Ritmo é o movimento na música. Sem o ritmo, a música seria uma coisa só, um som contínuo, ou um barulho incontrolável. Ritmo ou a batida é a "cola" que prende tudo junto. O ritmo é "despercebido", mas é um componente requerido na partitura da música.

Traduzido por  Edimilson de Deus  Teixeira
Fonte: av1611.org (Authorized Version 1611 web site)

Diretrizes Bíblicas
Para a Música Cristã - parte 1
 Diretrizes Bíblicas
Para a Música Cristã - parte 3
   Diretrizes Bíblicas
Para a Música Cristã - Final  


Discernimento Bíblico - www.discernimentobiblico.net